usuários online
 
 
 
Fashion Import
 
http://trendytwins.com.br/img/imagens/tit_girls.jpg
Faça parte desse grupo

SE ENXERGA!  

Categoria(s)

por Trendy Twins




Era uma vez uma mulher que via um futuro grandioso para cada homem que a tocava... um dia ela se tocou. (Alice Ruiz)


Era uma noite fria de fim de outono, e eu estava debaixo do chuveiro num banho ecologicamente errado. Passava o sabonete pelo corpo tentando relaxar e... ops, o que é isso? Notei uma bolinha no meu seio esquerdo.

Lá pelos meus 20 anos criei o hábito de fazer o auto–exame das mamas, e, nesse banho, resolvi fazer um bem caprichado. Lá estava a tal bolinha, do tamanho de um carocinho de azeitona, indolor, no meu seio esquerdo.

A princípio não me preocupei, pois estava prestes a menstruar, e toda mulher bem sabe que a glândula mamária incha, fica dolorida e meio dura nesse período. Assim sendo, esperei a menstruação acabar, e refiz o auto-exame. A essa altura, já havia marcado consulta com meu Ginecologista, pois fazia uns 8-10 meses desde o meu último check-up. Fiquei um pouco assustada, afinal o inchaço da glândula havia sumido nitidamente, mas a tal bolinha continuava por lá. Mas havia diminuído, então não devia ser nada.

Fui ao médico, e ele me pediu os exames de sempre, incluindo o ultrassom de mama (que faz parte da Liga da Justiça da Prevenção do Câncer de Mama). Segui para o laboratório. Me lembro muito bem que a médica que fez o ultrassom não conseguia achar a bolinha, e por isso ficava me tranqüilizando. Mas apontei o local exato, e então ela encontrou uma massinha amorfa, sem contorno definido, pequenininha. Ela bem me disse que não havia de ser nada, mas, curiosamente, ali eu já sabia que era sim.

Voltei ao meu médico, que diante daquela imagem me propôs um acompanhamento apenas, pra ver se a bolinha crescia... Como é? Eu hein... Filho, tem histórico na minha família! Três casos, com tratamentos bem sucedidos por terem sido diagnosticados no começo, inclusive... Sou curiosa, prevenida, vamos logo descobrir do que é feito esse pretinho aí do ultrassom.

Assim sendo, fiz o exame de punção (onde é removido conteúdo de dentro do tumor através de uma agulha fininha, guiada pelo ultrassom – e não dói!), no dia seguinte ao meu 29º aniversário.

Dali pra frente foi tudo muito, muito rápido! Uma semana depois, eu estava com o resultado em mãos, na frente de um mastologista que nunca tinha visto antes, planejando a cirurgia que iria arrancar minha mama fora. Fiz o pré-operatório, e em mais 7 dias estava tendo alta, já sem mama, com prótese, depois de umas 10 pessoas diferentes tocarem meus seios em menos de 10 dias.

Contando assim, até dá um arrepio ruim. Mas na hora, no meio do furacão, tudo é muito claro! Tudo é muito simples e você tem apenas 2 caminhos: viver ou morrer. É você quem escolhe, porque nessa hora os conceitos de estar vivo ou morto mudam drasticamente! Vive aquele que, por mais capenga e terminal que esteja, saiba encontrar motivos pra sorrir e comemorar... Morre, aquele que, por mais saudável que se encontre, tenha a capacidade de reclamar do canto de um passarinho que o desperta em sua janela às 7 da manhã, ou então do calor do sol no céu azul lindo lá fora no caminho pro trabalho.

Eu escolhi viver!

E ali eu vi o meu futuro grandioso! Foi ali que aprendi a cuidar mais de mim do que dos outros, a enxergar o sol como a luz que ilumina as cores de Deus, a chuva como a água que nutre as coisas boas da vida e leva na enxurrada as ruins. Vi nesse toque o poder de cura de um sorriso, de uma palavra positiva. Num passe de mágica, tudo passa a ter lado bom e ruim, e eu escolhi ver tudo pelo lado bom.

Logo estava nas químios. Foram 8, pra derrubar mesmo. Durante horas ficava vendo aquele líquido entrar no meu corpo, mas ao invés de pensar naquilo como remédio, dor, sofrimento, olhava como uma segunda chance. Aquilo ali era a borracha pros meus erros, era a chance de começar de novo e fazer tudo certo dessa vez!

Claro que teve enjôo, dor, medo e choro! Mas não consigo lembrar dessas sensações com a mesma força com a qual me lembro dos risos, do carinho das enfermeiras, das palavras de apoio que ouvi no meio do caminho.

Ficar careca foi simplesmente terrível. O cabelo se jogou do alto da minha cabeça num único banho. Ao ver aqueles tufos saindo na minha mão, vi minha privacidade indo pelo ralo junto com a água do banho. Mas não fiquei mal por vaidade não, até porque me achei bem bonita careca (curiosamente nunca vi uma mulher careca que não tivesse a cabeça linda, redondinha!). O buraco era mais embaixo: a imagem de uma mulher andando careca na rua é SEMPRE associada a doença. Ninguém pensa numa química mal feita, numa implicação de trabalho (Demi Moore e Carolina Dieckman rasparam as madeixas pra encarnar suas personagens), numa opção fashionista ou ainda numa questão religiosa (iniciados nas religiões de origem africana também ficam carecas). É sempre a doença!

Ficar careca me obrigou a lutar pra me convencer todo santo dia que eu não era “pobrezinha, tão moça!” como diziam os olhares e expressões das pessoas por onde eu passava. Pobrezinha nada! Ricaça, milionária, afortunada, porque se não tivesse descoberto tão moça, jamais chegaria a ser "tão conservada" lá pelos 60.

Depois das 8 químios, vieram as 28 sessões de radioterapia, o inchaço, os quilos ganhos (não tem jeito! Se você é magra vai emagrecer mais, se é gordinha vai engordar mais!!!), e um pouquinho de depressão.

Quando a doença está ali, você não olha pros lados, você corre e só enxerga a linha de chegada onde tem uma faixa brilhante com a palavra "cura" escrita nela. Aí que, quando você chega ali, percebe que não é a chegada, não é o fim... Percebe que a qualquer momento, sem ter controle, você pode se ver em outra maratona cansativa. Então, bate um pouco de deprê, e um cansaço pela corrida exaustiva que vc fez sem sequer baixar a cabeça uma única vez!

Um ano após aquele tal banho, estava novamente no centro cirúrgico. Dessa vez, pra remover preventivamente a outra mama, e ganhar um par de air bags siliconados de 380ml de potência em cada turbina.

Cheguei aos 30 muito mais bonita, feliz, mulher, humana, gente. Ajudei quem eu pude, lutei como fui capaz, e aprendi que nunca chega o fim dessa luta, mas que isso não é tão ruim assim!

Aprendi que as cicatrizes que deformam meu corpo são os troféus que me lembram as lições e vitórias pelas quais passei.

Descobri que ser perfeita é impossível, inatingível para qualquer um, e que agradar a todos é impensável.

Descobri que ser poderosa e guerreira, que ser livre é ser capaz de reconhecer os próprios limites e respeitá-los. É devolver ao outro o problema e a responsabilidade que a ele pertencem, que mais ajuda quem dá a mão e caminha lado-a-lado do que quem caminha à frente resolvendo todos os problemas.

Aprendi a segurar os ponteiros do relógio, olhar para as crianças que crescem, a entender que existem vários tempos dentro do mesmo tempo.

Meu cabelo demorou pra crescer, usei megahair – que recentemente arranquei pra ser livre de vez. E cada centímetro que cresceu até agora foi tão comemorado como cada dia da vida que tenho escolhido ter.

Tudo isso graças a um hábito simples... me tocar!

É importante conhecer o próprio corpo, saber o que é novo nele e o que já está ali faz tempo. Dou minha vida a esse simples gesto, e exatamente por isso pedi às meninas do Trendy Twins, que, de alguma maneira, me permitissem entregar a vocês algo que poderá salvar uma outra vida como a minha.

Em tempo: mesmo que não viesse a falecer fisicamente da doença, eu estava mortinha da silva de tanto dar mais valor ao marido, família, trabalho, cachorro, periquito e papagaio do que a mim, ao meu sorriso, ao meu coração e à casinha da minha alma.

Se não fosse a doença, eu não me enxergaria como me enxergo hoje. Não cuidaria da minha felicidade, da minha integridade e do meu prazer como faço hoje. E, o que é morrer senão negligenciar a si mesmo??? Portanto, meninas.... se enxerguem! Se toquem! E, vejam para si mesmas um futuro grandioso!!!!

Ana Paula Sekler - 30 anos, mulher, filha, irmã, namorada, amiga, guerreira, mimada, pentelha, humana, cheia de defeitos e também de muita vontade de acertar e ser feliz!

60 comentários

Depoimento ma-ra-vi-lho-so!

Mocinha, muito lindo seu texto. Estou muito feliz por você ter se saído tão bem nessa empreitada!

Mas me diga uma coisa: o que deu no resultado da sua punção??

Explicando rapidamente o motivo da pergunto, vivo isso desde 2002, quando apareceu o primeiro carocinho, igual ao seu. Minha punção foi inconclusiva, pq o carocinho era muito duro e a agulhinha não conseguiu entrar nele direito. Então fiz 2 biópsias (com agulha grossa) e elas deram "hiperplasia epitelial simples". O médico disse que não era motivo pra tirar, mas o fato é hoje o carocinho minúsculo já virou um mega caroço de 3,5 cm de diâmetro e aparece nas duas mamas... Faço controle semestral.

Enfim, se puder me dizer, ficarei agradecida!

Beijos!!

Lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
a história mais linda ainda!
Que força! Que visão de mundo!!
Emocionante seu depoimento, e parabéns por sua iniciativa!!!

Lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
a história mais linda ainda!
Que força! Que visão de mundo!!
Emocionante seu depoimento, e parabéns por sua iniciativa!!!

Esqueci de dizer: sou de BH e tenho 25 anos!!

Beijos!

Nossa, enchi os olhos aqui. Parabéns a Ana pela garra e pelo exemplo de força e parabéns meninas por divulgarem um assunto tão importante!
Beijos

Este post mudou meu dia.
Ou foi minha semana?
Ou a minha vida?

Obrigada a você, Ana, por compartilhar a estória, e obrigada ao blog, por ajudar a gente a lembrar o que realmente importa.

UM DOS TEXTOS MAIS LINDOS QUE JÁ LI NA VIDA.

e ela disse tudo com isso:
"Morre, aquele que, por mais saudável que se encontre, tenha a capacidade de reclamar do canto de um passarinho que o desperta em sua janela às 7 da manhã, ou então do calor do sol no céu azul lindo lá fora no caminho pro trabalho."

ps: a ana paula é daquelas que consegue ficar sexy até careca.

Caraca, guenta coração que hoje vai ser emoção pra mais de metro...
O mais importante ainda está por vir meninas...
Respondendo pra Isabela Duarte de BH (se quiser saber mais, entra no meu blog e aí a gente troca e-mail e tal). Minha punção foi certeira, gata...deu " Positivo para élulas neoplásicas sugestivas de carcinoma de mama" traduzindo...sim, tem célula mutande que tem a cara do câncer de mama.
No seu caso, é hiperplasia (ou seja célula maior que o tamanho normal, mas sem alteração funcional) epitelial (célula da pele e que recobre a gândula mamária) simples...sim, linda...acompanhamento e só!
Beijo

Linda a sua história! Você é uma guerreira muito forte! Muitas pessoas escolhem morrer, e você escolheu viver.
Me emocionei com seu depoimento, e me conscientizei a dar mais atenção à essa causa.
Eu sou muito relapsa com essas coisas, mas vou me cuidar mais.
Obrigada por dividir conosco seu depoimento.

História linda.
Tentei escrever várias coisas aqui... mas nem sei o que dizer.
Linda, Linda...

Beijão

Parabéns pela iniciativa do blog e a Ana que nos presentiou com este depoimento e exemplo de vida.

bj

MeoDeos!
Eu conheci a Ana e já nos falamos algumas vezes, mas eu jamais, eu disse JAMAIS, poderia imaginar que ela tinha passado por isso.
Agora entendo alguns textos subjetivos no Pensamentos Fugitivos...
Ana, Juro por Deus que hoje realmente será um dia diferente.
Eu sempre me cuidei pois saí da casa dos meus pais bem novinha e ganhei de presente um plano de saúde pago por meu pai até hoje. Minha missão quando fui embora era usar o plano para tudo, de uma unha encravada a um olho vermelho.
Se cuidar é importante e que bom que deu tudo certo pra você.
Realmente seu sorriso é fácil, lindo e contagiante!
E benhê, você ficou muito gata carequinha! Muito mesmo! Mas acho que toda essa beleza vinha da sua vontade de viver!
Adorei! Adorei! Parabéns! Você realmente é uma pessoa que saber viver!
Beijo no coração!

Gêmeas, parabéns! Vocês são umas fôfas queridas! ADORO Vocês! E como já disse uma vez, vou repetir: vocês fazem um bem à humanidade. Beijo grande também!

Simplesmente demais!

ok. Fiquei emocionada. Eu reluto a ouvir/ler sobre o tema porque já perdi pessoas por essa doença e conheço pessoas que perderam pessoas importantes e ainda não se recuperaram, mas, é sempre bom ver uma história com final feliz. Menina, Ana, boa sorte em tudo e volte sempre a Aracaju! Espero que tenha conhecido lugares legais!!!!

bjoss grandes

Linda, linda, linda!!!!
Eu bem sei como funciona essa escolha entre viver e morrer (o meu não foi de mama, foi linfático). E fico feliz quando vejo outras moças da minha idade, relatando experiências como essas de uma maneira linda!
Ana, você é maravilhosa!!!!!
Beijocas

Linda, parabéns! Pela vida que vc redescobriu e pela vida que está nos dando após este texto! Jesus te ilumina a cada dia, obrigada

Adorei!! Muito bom mesmo, aninha você é uma guerreira! Te admiro muito! Meninas postei sobre a campnha no meu blog ok?!

Beijos

Linda história! e vou te falar, a foto que vc ta mais produzida, de preto, vc ta lindaaaa! serio mesmo!!
bjs

E tão bom ajudar os outros né? Faz um bem pra alma, só mostra que mesmo que a gente ache que não tem saida, que nosso problema é o maior de todos, vem alguém e mostra pra gente que com determinação e força de vontade conseguimos tudo! E vc ficou linda careca, hein?!

Ana Paula,
Muito obrigada! Obrigada mesmo! A partir de hoje serei outra mulher, com outros olhos! PENA DE VOCÊ?!! NÃOOOOOOOOOO!!!! ALEGRIA E ADMIRAÇÃO, E NÃO FOI SÓ VC QUE SE ACHOU LINDA CARECA!! EU TAMBÉM ACHEI, NÃO PELA MAQUIAGEM NÃO PELO CHAPÉU, MAS POR TRANSMITIR A ALEGRIA DE UMA SEGUNDA CHANCE PELA JANELA DA ALMA, OS SEUS OLHOS! Que Deus a proteja e continue a incentivando a alertar todas as mulheres!!
PARABÉNS E MAIS UMA VEZ E MUITO, MAS MUITO OBRIGADA! SEU DEPOIMENTO ME TROUXE A REALIDADE DE AGRADECER PEQUENAS MAS GRANDIOSAS COISAS!

Nossa chorei ao ler seu depoimento, meu pai faleceu de cancer e minha mãe já teve cancer de mama(mas agora esta otima,melhor impossivel e na epoca a ginecologista foi meio relapsa, achou que fosse uma bolinha de ar...vê se pode isso?!!!!), então sei como é essa doença, cruel...é uma luta pela vida!
Parabéns por você ter sido forte e por ter superado tudo isso!!
bjos

Nossa, que pessoa maravilhosa! Forte, guerreira, linda. Vou me lembrar dessa minha xará todas as vezes que me sentir incapaz de alguma coisa.
Adorei o depoimento e torço pra essa mulher ser incondionalmente feliz!!!!

Beijo!!

Você é uma heroína e eum exemplo de mulher com M maiúsculo. Nem precisamos te elogiar, porque ver sua foto careca, de batom vermelho e um sorriso no rosto nos emudece diante de tanta mesquinharia e futilidade que convivemos no dia de hoje. Um beijo grande!

Nossa, não consigo falar nem escrever nada, só chorar...desculpa Ana por não poder dizer nada, mas to mto emocionada. Ao mesmo tempo, to mto feliz com sua história, que teve um "começo" lindo (em outras ocasiões a palavra certa foi "fim", mas vc mostrou que começar sempre que for necessário é a melhor opção!). Que Deus te abençoe sempre e mto obrigada por essa lição de vida.

Ana, adivinha, terminei de ler o depoimento e liguei na hora pra marcar consulta com a gineco. É impressionante como não deixo filha e marido sem consultas periódicas, mas as minhas... E eu já levei um susto enorme com as mamas, tenho várias bolinhas que foram identificadas como "fibroadenoma". Elas crescem, diminuem, aparecem e somem, fiz punção e não deu nada, mas é sempre bom acompanhar, né. Obrigada.

Nossa sem palavras, para tantas palavras lindas.
Parabéns, e mais uma vez eu acredito no ser humano por sempre saber superar suas dificuldades e mesmo com elas ser capazes de ser feliz.

Menina você ficou linda careca mesmo mesmo de verdade.

Adorei sua história e fez eu enchegar a vida de um outro modo, um modo mais feliz e alegre!

Muah*

Com muito orgulho eu digo ....
ESSA É MINHA AMIGA/IRMÃ Ana.
Essa é a MULHER, Guerreira, Ana é seu nome e seu sobrenome é VITÓRIA.
Ana que compartilha, que cai, que levanta, que se auto ajuda, que me ergue, que me renova.
Que me faz acreditar que a VIDA dá uma segunda chance, que vale a pena VIVER.
Eu acompanho essa menina, mulher, linda a anos....ELA MERECE ser grandiosamente feliz, pois lutou com todas as forças para isso se tornar realidade. E conseguiu!!!
ANA AMOO....Amo a ANA...Ana que eu tanto amo.
ANA MEU ORGULHO !

muito bonito o depoimento. acho que esse tipo de 'alerta' é muito importante para que a gente comece a se cuidar e também dar mais valor a vida. não acho que seja preciso passar por o que você passou para amar nossa vida e sermos felizes.
de qualquer maneira, fiquei feliz e emocionada por ver sua luta e vontade de viver.

Meninas lindas..meu agradecimento não tem tamanho! O incentivo de cada uma das palavras de vocês, o carinho e a emoção são arrepiantes, mas a minha maior recompensa é saber que a partir de hoje, cada uma de vocês terá um banho diferente por mês. E, com isso, as mais de 40000 mulheres que são diagnosticadas todo ano poderão ter histórias com final feliz como a minha. Já pensou??????
ah...Lorena darling, na foto de preto eu havia sido maquiada por nada menos do que Lili Ferraz, bem...o favorito de La Bundchën

Beijo a todas

muito linda sua estoria de vida, coragem e tranformação pois so quem passa por isso(minha sogra tem teve cancer de mama e sofreu muito na quimio)sabe o que significa a luta pela vida e como saimos modificados pra melhor.voce é com toda certeza uma mulher vitoriosa.um abraço muito carinhoso.

Ana, parabéns por sua força, determinação e garra!

(Lágrimas rolando aqui)

Maravilhosa!!!!!!
Você deve ser uma pessoa incrível!
Obrigada pelas palavras, tenha certeza que nada é em vão, e a mim pelo menos você presenteou não apenas com uma lição, pois pode ter certeza que me serviu de alerta e acabei de ligar para minha médica e marquei uma consulta, faz mais de um ano que não faço meus exames...

Obrigada pela resposta, Ana!!

Um beijão pra você e obrigada por se preocupar com todas nós! Tenha a certeza de que não foi em vão.

Beijos!

Uma das histórias mais bonitas que já vi na vida!!!
Parabéns pela luta e pela coragem!
E acima de tudo, essa parte:

"... mesmo que não viesse a falecer fisicamente da doença, eu estava mortinha da silva de tanto dar mais valor ao marido, família, trabalho, cachorro, periquito e papagaio do que a mim, ao meu sorriso, ao meu coração e à casinha da minha alma."

é o que há de mais certo nessa vida!!!!
Deus te abençoe sempre!!!

Olha, eu me segurei p/ não chorar, porque apesar de emocionante, achei a sua história bonita demais para lágrimas, preferi sorrir!

Obrigada por dividir sua história conosco.

Parabéns pela força.

Isso me inspira.

Ana Paula,
Sua vitória me emocionou desde o dia do seu post original [no Pensamentos Furtivos].

Que exemplo!!! VOCÊ É A PROVA VIVA DE QUE A BELEZA VEM DE DENTRO! Não vem do cabelo, nem da make, mas do brilho nos olhos e da esperança da alma.

Fazendo minhas as suas palavras: a isso que é estar vivo. O resto passa!

Bjs e tudo de melhor para vc!!!
Renata.

Amei sua história, sua coragem, sua força. Muito obrigada por dividir conosco um pouquinho da sua história e nos fazer refletir sobre a vida e o que temos feito dela.

Nossa meu olho encheu de lagrimas..maravilhoso..parabens pela sua força de vontade, sua coragem e sua vontade de viver..não são todas as pessoas que enfrentam uma situação dessa assim..ps: vc ficou simplesmente linda com os cabelos curtinhos!! linda linda linda!

Eu tenho orgulho de dizer que a dona deste post maravilhoso é MINHA AMIGA DE VERDADE!!! De carne e osso, de lágrimas, de sorrisos, de abraços, de beijos, de VIDA, de VITÓRIA!!!
Parabéns minha amada amiga!!! Te amo e admiro ETERNAMENTE!!!!

Querida, também passei por quimios, radios, cirurgia... também ganhei cicatrizes e perdi os cabelos. E somos as provas vivas de que tudo isso passa!
Se aconteceu com a gente, e conseguimos sair mais fortes ainda disso tudo, creio que seja nossa missão espalhar esse conhecimento e a nossa vitória, para incentivar outros que possam passar pela mesma situação!
Parabéns pela iniciativa e longa vida aos nossos cabelos em crescimento!

ana querida,
admiro muito a sua coragem!
vc é uma gerreira e está linda de viver!
=D bjs

Nossa, nem sei o que comentar! É tão perfeito saber que existe alguém que passou por terríveis problemas e que soube superá-los da melhor forma possível. Enfim, Ana, gostaria de parabenizá-la pela coragem e determinação!!

Beijos gêmeas, adorei a iniciativa e fantástica idéia de dividir isso com suas milhares de leitoras. Obrigada!!

Parabéns pela vontade de viver e obrigada por compartilhar sua história! O ano passado passei dias de agonia esperando o resultado da punção de um nódulo no seio que graças a Deus não era nada! Mas o medinho sempre fica e o auto exame é obrigação pois perdi a minha mãe para essa doença alguns anos atrás... Bjks

que lindo!!! e além de tocante serve p todo mundo se ligar se não começar a fazer o auto-exame AGORA, independente da idade, podemos não ter a mesma sorte!!!

toda a felicidade do mundo para a Aninha (que ficou linda careca)

Ana, que exemplo!!! Obrigada por você ter compartilhado conosco a sua história de superação e luta pela vida. Esse seu relato pode estar salvando a vida de alguém que leu seu texto e parou para pensar sobre a importância de ficarmos atentas a nosso corpo e a nossa saúde. E é bem como você disse mesmo temos tempo para o trabalho, os amigos, o namorado o cachorro e acabamos sendo muitas vezes negligentes em relação a nossa saúde.
E o que todas as meninas disseram aqui é verdade você ficou linda carequinha,com cabelo curto ou comprido. E isso vem de dentro, do seu brilho próprio!
Desejo muitas manhãs de passarinhos cantando, muitos dias de sol, muitas risadas com os amigos.
E as gêmeas, parabéns meninas por darem o alerta para nós leitoras do Blog.

Sem palavras...

Menina... fiquei emocionada! Na minha família alguns já se foram em função desta doença - duas inclusive por causa do câncer de mama. Claro que os tempos eram outros e a medicina evoluiu horrores neste tempo. Mas descobrir cedo foi o essencial no seu caso - no deles era muito tarde. Mas fico realmente muito feliz por toda a coragem que você demonstrou, mas mais ainda: pela forma como está encarando este grande presente que é a vida! Isso faz a gente - que não passou pelo problema - olhar as coisas de outra forma também, o que é um feito e tanto... da dor tirar uma lição tão grande!

Beijo, guria!

Meninas, quero agradecer as palavras de carinho, o apoio e a divulgação da campanha. É uma delícia ler em mais de 20 outros blogs uma resenha sobre o assunto e o link pra cá. De coração, espero que as informações tenham impacto positivo nas vidas de todas vocês...
Saúde, amor, sorrisos sempre!
Quero ver um pouquinho de cada uma de vocês lá no concurso!!!!!!! beijos carinhosos e extremamente agradecidos

Que coisa espetacular , vc é um exemplo pro mundo! Linda de qlq jeito.

Lindíssimo depoimento!!!

Ana me emocionei muito com o seu depoimento. Obrigada por compartilhar a sua história com a gente.

Parabéns pela coragem!

bjs

Texto transbordante de emoção *-*

Parabéns!!

;**

Caraca que historia, e em nenhuma foto se ve nenhum traço de tristeza, voce foi guerreira mesmo,meus sinceros parabens, e voce mereçe muito ser feliz.

Parabéns pelo texto, sobretudo por fazer seu auto-exame, o que acredito, salvou sua vida e pelo sorriso sincero em todas as suas fotografias.
Como médico radiologista, já atendi muitas pacientes, que não fazem o auto-exame. Já fiz exame de uma moça que foi comunicada pelo ex-namorado que tinha palpado um nódulo em sua mama havia alguns meses.
Sua história deveria ser amplamente divulgada, afinal, até os 35 anos, o auto-exame é o anjo da guarda dos seios.
PARABÉNS

Nossa você realmente é uma vencedora, até me emocionei.Você foi uma guerreira mesmo Parabéns!!
E você ficou realmente linda sem os cabelos, e o que mais marcou em mim além desse depoimento lindo foram as fotos que você está sempre sorrindo!! Parabéns

BeijO e que seu 2009 sejá de muita Paz, Saúde, Amor, Prosperidade e Alegria você merece!!

Amei seu depoimento! Vc é uma guerreira! E ficou linda careca!bjos

De vez em quando passo por aqui pra relembrar detalhes, pra parar de reclamar de coisas tão bobas perto do que eu mesma já vivi.
A gente tem uma tendência absurda a pensar no hoje sem se dar conta do significado dele no todo. Aí, quando passo por aqui, lembro de dar risada de cada "hoje" no qual pensei que nem devia ter saído da cama.
Obrigada mais uma vez às gêmeas pela oportunidade e, a cada uma das pessoas aque passou por aqui.
Acho ótimo que 9 meses depois, esse post ainda seja lido por aí....
beijos

Tenho uma amiga que passou por isso tudo e hoje me orgulho de conhecer pessoas como vocês vitoriosas.

Fique com Deus.

Elaine

Postar um comentário

2010 Trendy Twins - todos os direitos reservados Desenvolvido por Projecto Comunicação