usuários online
 
 
 
Fashion Import
 
http://trendytwins.com.br/img/imagens/tit_girls.jpg
Faça parte desse grupo

Off-topic  

Categoria(s)

por Trendy Twins




Então, gente. Desabafo, e dessa vez não envolve S.A.C. de nenhuma empresa.

Hoje de madrugada meu condomínio, até então muito tranqüilo, foi invadido.

O porteiro viu pelas câmeras de segurança, interfonou. E dá-lhe presença de espírito pra, nessa ordem e em questão de... segundos?... colocar uma roupa. Esconder o laptop com (parte da) tese de doutorado. E catar todos os cabos que estavam pelo quarto. Esconder o cartão de débito dentro de uma caixa de maquiagem (o primeiro lugar que vi). Procurar o telefone no escuro. Achar o caderno com os números de emergência. Telefonar pra polícia enquanto alguém tentava se lembrar dos ramais dos vizinhos, pra alertar o máximo de gente possível.

E quem disse que existe o 190? Vocês já tentaram ligar? Só ocupado. Liguei pra quase todos os números de polícia da cidade. Ocupado. Ninguém atendia. Casa de família.

Consegui falar com o corpo de bombeiros. Atenderam no primeiro toque. Me passaram dois números da DPO mais próxima. Bom saber que se minha casa pegar fogo eu aparentemente não terei problemas pra conseguir auxílio.

Enquanto sou finalmente atendida, alguém tem a idéia de ligar pra uma tia que mora no mesmo bairro, e pedir pro marido dela correr atrás de ajuda. Disse ele que encontrou policial dormindo na delegacia. Quarenta minutos depois, chega um carro de polícia no condomínio. Os bandidos conseguiram fugir, todos, e na surdina.

Que noite pavorosa.

Só depois que conseguimos falar novamente com o porteiro, e soubemos que estava todo mundo bem, deixei a emoção tomar conta e chorei, chorei, chorei. Gente, o que é você levar um século pra conseguir se comunicar com a polícia? E depois ficar esperando outro século pra chegar um único carro pra atender um condomínio inteiro, cheio de famílias que pagam seus impostos – não ponho a mão no fogo por todo mundo não, é claro?

Não vou mentir pra vocês, viu. Depois de me acalmar, tomei um banho gelado com o melhor sabonete disponível, fui pro quarto e fiz minha rotina de hidratação noturna (que tinha pulado mais cedo porque tava com preguiça). E usei sem dó o kit novinho e intocado da Dior (kit de miniaturas, né, gente, que eu não tô podendo). E passei o perfume que mais gosto. E comi chocolate recheado com cointreau. E não preguei o olho enquanto não amanheceu.

Porque né. O que se faz numa hora dessas?

Nada a ver com o blog não, gente. É só o choque mesmo. Já volto com a programação normal.

55 comentários

Nossa!!! Isso é muito chocante!
Eu sou extremamente viciada no Discovery Home & Health (canal da Net) e fico super bem impressionada com um programa que mostra casos atendidos pelo 190 dos EUA. Já vi eles salvarem pessoas engasgadas com comida que praticamente não conseguiam respirar passando orientações por telefone, vi também um caso da mulher entrando em trabalho de parto e o marido ligar para saber como proceder.... Enfim, eles são MUITO bem preparados e sempre acreditei que o serviço no Brasil não fosse lá essas maravilhas todas, mas que, pelo menos, te atendessem e prestassem socorro. Estou barbarizada e graças a Deus não aconteceu nada de ruim no desfecho do caso (a não ser os bandidos terem ido embora tranquilamente).

Eu acharia o máximo se você enviasse uma carta aos principais jornais do estado para que eles publicassem o ocorrido. É lamentável precisar de socorro, pagar impostos, e não ter um serviço extremamente importante para te atender.

Enfim... que bom que nada de mal te aconteceu e espero que casos assim não se repitam, nem pra vc e nem pra ninguém. Passar por isso deve ser horrível.

Beijos!

Que medo... tb moro em condomínio e confesso que a cada dia que passa tenho mais medo desses arrastões. Mas Graças a Deus não aconteceu nada, né?
Beijos

bah, que chato, Ana.. Essas coisas nos fazem um mal, né.. fica aquele embrulho no estômago..
Mas tu até que conseguiu reagir bem à situação, viu? Não sei se eu reagiria "tão bem"..
Força, querida.
beijinhos

Oi, Joana! Valeu pela solidariedade, viu. Então, eu nem pensei nisso, pra ser sincera. Na verdade existe uma teoria rolando (no final a história foi muito estranha), e a polícia vai abrir sindicância. A gente deu muita sorte mesmo de não ter acontecido nada. Quem passou pior mesmo foi o pobre do porteiro. Sorte nossa que ele tava acordado!

beijo

Poizé Má ... já passei por isso, e sabe? Aconteceu o mesmo. Eu morava em um condomínio e naquela noite tinha saído com meus pais para jantar. Quando chegamos em casa, estava tudo quebrado, bagunçado, roubaram tudo (até lençol)...e só pra gente ter noção da liberdade deles, eles tomaram as cervejas que estavam na geladeira,deixaram as latinhas lá... e levaram até a jarra de suco de maracujá..........
É o fim do mundo!
A polícia além de não ter a linha disponível, ainda demora séculos pra chegar, tive que dormir na casa de uma amiga por uns dias, morria de medo de pregar o olho.
O pior é que é a gente que está preso...os ladrões são mto mais livres.

Desabafo super hehehe
Bjs!

Ai, meninas, é barra mesmo. Eu já fui assaltada 3 vezes, todas em ônibus. A casa nunca foi, graças a deus. E nem reagi bem não, viu, Pri. Na hora H eu fiquei balbuciando pra falar com a polícia, e tremi o tempo todo. A gente achou que eles tavam começando a invadir pelas casas de cima, e o terror de ficar imaginando quando eles chegariam na nossa era pior. Depois soubemos que eles estavam aqui bem perto da gente, eram 3 carros comuns e menos de 10 homens, ou seja, não foi "arrastão", ainda bem. Mas a gente, na hora, pensou que fosse.

espero que esteja melhor. isso é o país q a gente vive. uma vergonha. todo mundo querendo ganhar no mole, pegar de quem lutou pra conseguir. nao tem o q fazer numa hora dessas, apenas respirar aliviada que nada aconteceu.

Caracas, leio o blog diariamente mas nunca comentei, hj é o dia pra isso!!
Nem sei o que dizer, mas saiba que há muitas pessoas como eu que se solidarizam com esses perrengues que a vida nos traz.
Nós não temos rosto, nem voz, mas acompanhamos vcs de perto como se fôssemos amigas.
É por isso, que escrevo aqui hj, para te desejar um bom dia, muita força e fé!!!
E esse minha cara é o nosso Brasil-il-il.....
Ana Carolina Andrioli

Ana nós aqui da região oceanica estamos ao Deus dará....na minha rua quase todos os meus vizinhos ja foram assaltados.Chego tarde da facul e venho rezando pelo caminho pedindo a Deus que me proteja pois se depender de policia, como diz nosso presidente, estamos fu........bjs

Nossa, que horrível... Realmente, o melhor que temos a fazer diante disso tudo, é torcer pra que não aconteça nada... Já aconteceu comigo três vezes: uma na esquina de baixo da DP perto daonde eu morava, tive eu msm q correr atrás do moleque e kick his ass pra ele devolver minha bolsa; outra vez q suspeitei de um louco me seguindo, liguei na polícia e eles disseram que só podiam ir se eu tivesse CERTEZA que estava sendo seguida, e por último, quando eu morava em Brasília, alguém invadiu meu ap, roubou computador, dinheiro, tv e saiu, na cara dura, e o porteiro achou que fosse alguém de mudança...

Enfim... temos que morrer pra continuar vivos, como diz a música. Minha solidariedade a você.

Bjos!!

Mas vamos combinar neh, onde estamos?
Naquela ilha de monstros da novelinha da record?
Cade as pessoas que sao pagas para nos proteger?
Muitas dessas pessoas estao por ai ajudando os bandidos a nos tirar o sono!
Eu sempre brinco dizendo que irei usar bem os impostos do meu pai passando o maior tempo possivel na universidade, já que estudo em uma universidade federal, mas nem assim temos os beneficios que deveriamos!
Quando vamos ter a proteçao que pagamos pra ter???
E pagamos muito caro!!!!
Beijinhosss!!!!

Poxa Ana,

Não tem nem o que ser dito numa hora dessas... Engraçado como a vida toda passa num piscar de olhos em nossa frente, e olhe que você nem entrou no "olho do furacão"...

Relaxe e aproveite ainda mais a sua vida. Qualquer coisa, saiba que aqui em cima do mapa, tem um coração que rezará por ti essa noite.

Beijocas

Nossa tô chocada!
Enquanto nem presas dentro de casa a gente fica tranquila, os bandidos estão mais livres do que nunca.
Cadê a segurança pública...
Cada dia me deprimo mais com esse país.
Fiquem com Deus meninas!
Beijos

Ana Carol, fiquei até emocionada, flor. Brigada mesmo.

Anônima, isso mesmo! E olha que no pedaço que eu moro (divisa de Niterói com Maricá) é ainda pior! Vivo há quase 25 anos na região (já morei em vários bairros), temos essa casa a quase 10, e é a primeira vez que isso acontece. Se mais perto do centro a coisa já é feia, na região oceânica é nós e nossa sorte. Ponto.

Vivi, brigada! :)

beijo, meninas!

Eu tenho uma idéia do que foi esta noite pra vc, Ana.
Já aconteceu coisa semelhante.
Menina, que terrível!

Tem sido mais efetivo contar com o nosso anjo da guarda do que com a polícia!!!

Nossa, que horror! Eu nao sei o que faria se fosse comigo! Como faz com filho pequeno, cachorro...? Preciso de um panic room aqui em casa! Pior ainda nao conseguir falar com a policia, que absurdo!
Eu precisei do 190 2x e fui atendida nos primeiros 3 toques, deve ter sido sorte!

Ainda bem que nada de mal te aconteceu!

Bjs

Eu imagino a aflição já passei por isso!
Só Deus mesmo nessa hora, pq os homens , este mesmo nada fazem!

Letícia, filho eu não tenho, ainda bem. Mas os cachorros, coitados, foi a última coisa que a gente pensou! Na verdade, enquanto eles estavam quietos (e a gente sabia que eles estavam na porta dos fundos), a gente sabia que não tinha ninguém tentando entrar. Tadinhos dos meus amores...

beijo, gatas!

Ai...eu sei bem o que é isso, ano passado a empresa onde trabalho sofreu uma tentativa de assalto a mão armada!! Eu na hora consegui ligar pra policia mas o nervoso era tanto que passei o no. errado, quando liguei pela segunda vez a telefonista me deu a maior bronca, pq passei a informação errada!!! Acho que a fofa nunca teve um revolver apontado pro meio da testa...Graças a Deus a ação durou uns 5 minutos (interminaveis) e o ladrão não levou nada, somente meu celular.....

Força...vc vai ficar uns dias com medo até da sombra, mas passa....

bjs

Conheço bem a sensação. Em Janeiro fizeram arrastão na nossa casa da praia, com umas 15 pessoas dentro (incluindo visitas, idosos, crianças, jovens), não era nem meia noite, renderam todos, fizeram terror psicológico, ameaçaram, levaram tudo de valor (jóias, celulares, notebooks, dinheiro, ipod) e foram embora. Detalhe que na casa do lado tinha uma festa, as pessoas na calçada e ninguém percebeu nada, acharam que estavamos dormindo (porque os bandidos apagaram as luzes). A polícia conhece a gangue, diz que há tempos tenta prender, que dois dias antes quase prende, e até hoje só achou 2 relógios. Mais nada. E até não conseguimos dormir totalmente em paz.
Frustante, não é?

Marina Oliveira   says 11 de março de 2009 12:07

Oi, Ana!! Sempre acompanho o blog e acho que o seu desabafo é de muitas vozes por esse Brasil, semana passada, fui assaltada (pela 1ª vez), moro em SP! e foi um choque para mim! Fui abordada por um motoqueiro que pediu somente o meu celular (novinho - 3 dias de uso), não pensei duas vezes, entreguei sem reagir, como expliquei para alguns amigos, não é pelo material, mas, pela impotência que senti! Eu saio every single day para trabalhar as 6h30 da matina, correndo contra o tempo para não chegar atrasada, pago as minhas contas em dias e vem um sem-vergonha e leva o que precisei de meses para comprar!! Não acho justo não comprar o que quero, porcausa desses tipos! A insegurança é uma m. Só Deus na causa... Eu me solidarizo com você! E espero que tenha um lindo dia, que Deus esteja com todas nós. beijos

Mana, por Deus!!!
Que coisa mais absurda!
Sabe que depois que me mudei e com essa onda de assaltos a condomínios aqui em São Paulo, fico tensa por morar no segundo andar. É exatamente onde os ladrões chegarão primeiro.
Li em algum lugar (não me lembro onde) que chave tetra na porta pode ajudar contra uma invasão a ponta-pés. Mas não segura né.
Ainda bem que nada aconteceu.
E o que mais me deixa feliz é essa sua presença de espírito inabalável diante das dificuldades. Muito fina! Adorei o desfecho, acho que teria feito a mesma coisa.
Se precisar de algo, conte comigo.
Beijos,
MEL

Tá mole não, né, amigas. Pior que a gente tá com medo que tenha sido alguma ação de reconhecimento de terreno... aiaiai.

beijos, todas.

Muito triste saber disso.
Espero de verdade q isso não volte a acontecer. Mas não esqueçam de trancar as portas,e façam um abaixo assinado para colocar uma patrulha perto de vcs.
Um bj fique bem!

oi, fique certa que estou orando por vc e opr todos do seu prédio viu..Deus vai te abeçar para que nada de mal de aconteça, já passei por situação assim e é a nossa fé (chocolates) que nos estruturam.....parece que perdemos os chão em nossos pés menina , é coisa de louco. fico pensansando o que se passa na cabeça de pessoas que fazem isso? Força, um grande abraço..aline

Ana Querida

Não tenho palavras para expressar minha solidariedade, espero que vc esteja bem e que nunca, nunca mais passe por um susto desses.
Sinta-se abraçada com muito carinho!

Bjs

San

Oi,Ana,

Leio o blog todos os dias e como "cidadã" de Nikiti, sei que a coisa está difícil para o nosso lado.
Eu achava que aqui era tranquilo, mas com boa parte da "galera do mal" do Rio se bandeando para cá e se juntando à daqui, a gente precisa se unir e usar os meios de comunicação a nosso favor.
Comece mandando um e-mail para O GLOBO - NITERÓI. Muitas pessoas vão ler,comentar e desse jeito a consegue mobilizar a galera daqui,chamar na real,mesmo!
E que Deus a acompanhe sempre!
Bj.

Sil

falaniteroi@oglobo.com.br
Fax:2534-5535

Sistah, quem sou eu pra te pedir pra ficar calma? Que segredo eu posso revelar pra te consolar e dizer que tudo vai ficar bem, que estamos bem, que cuidam de nós?

Nessa hora é muito ruim ser realista, mas eu não ser ser de outro jeito. Porque foi passando por situações bem reais, como essa que você vivenciou, que fiquei assim.

Tem muita gente boa no mundo - né, meninas? - mas também tem uma penca de gente ruim. Mesquinha, pobre de amor. Infelizmente, essas pessoas estão ganhando espaço demais.

Muita força, vontade e coragem pra defender aquilo que é nosso; nossa vida, nossa tranquilidade (e nossa sanidade, que é o que eles tiram primeiro) é o que eu quero te desejar.

Um beijo bem grandão e força aí, pra manter a dignidade, diante de uma realidade tão feia.

Te lovo!

Boa

Nossa, Ana! Que horror!

Imagino o desespero de vocês, tentando chamar a polícia e pensando se os ladrões já estavam na porta de vocês ouvindo o.O

Fora esconder as coisas, pensar o que deixa "de fora" pra não esconder tudo... Um desespero!

Graças a Deus não aconteceu nada mais grave, e ninguém ficou ferido... Mas o susto. Ah! O susto!

Depois que resolverem as investigações, acho que vocês deveriam "colocar a boca no mundo"; nossa, imaginar que a polícia não tem ramais suficientes para atender PELO MENOS o telefone... é desesperador!

Engraçado, lendo isso lembrei de uma coisa, eu SEMPRE tenho sonhado que precisor chamar a polícia e não consigo =/
Não sei o número, dá ocupado, não atende, linha cruzada... Imagino seu desespero, porque já desesperei em sonho e mesmo sabendo que estava sonhando, fica ultra aflita.

Só tenho a desejar serenidade para vocês
=*

Imagine no meu caso, que eu e meu esposo fomos sequestrados (pobres de nós). Motivo? Somente carro ( que é popular), jóias que usava e saque na minha conta (não consegui mentir os dígitos). Passou ... poderia ter sido pior.
Então, bola pra frente!
Beijos ...
Eliana.

Nossa, que noite!
Eu não sei se conseguiria pensar nas coisas que você pensou, provavelmente ficaria traumatizada.
A gente batalha tanto pra ter as coisas e d uma outra pra outra vem um filho da mãe que não quer trabalhar e viver honestamente e é capaz de tirar tudo de nós. Isso me deixa muito revoltada!

deu vontade de chorar. muita mesmo!
fique bem!
beijos

Má,
Eu te entendo total, há uns 3 meses, precisei pela primeira vez na vida da polícia, era um domingo de manhã bem cedo, bateram no meu carro e fugiram, anotaram a placa e tals. Na minha inocência, acho que baseada tbm no que vejo na tv americana, achei que fossem consultar e ir atrás do dono do carro. Chegando na delegacia, vazia, vazia, o policial veio nos atender meio zonzo, estava dormindo lá atrás, ok sem movimento, tirou um cochilo, qdo contávamos o que tinha acontecido, senti um cheiro de álcool, mas não quis acreditar... mas era, ele estava entrando no plantão BÊBADO!!! Não conseguia fazer o BO, tivemos que repetir a história várias vezes. Ainda com a minha indignação veio com uma historinha talvez fictícia, senti como ameaça para que eu "baixasse" a bola. Fez questão de dizer que estava armado naquele momento. INACREDITÁVEL!!! Eu, cidadã que cumpre com seus deveres, eu a vítima desse mundo louco, acabo sendo ameaçada por quem devia me proteger???
Primeiro fiquei muito indignada, depois que caí na real, me deu uma tristeza, pois sei que estamos nas mãos desse tipo de profissional. Me senti de mãos atadas, enganada e vulnerável total!!!
Sinceramente, não sei onde esse país vai parar, assim como eu, vc e mais sei lá qtas milhares de pessoas que passam por situações parecidas ou piores, essas histórias ficam só no nosso círculo. Como foi citado acima, devíamos ir aos jornais, botar a boca no trombone. Mas para quem??? Quem pode nos ajudar... qdo penso nisso, a vontade que tenho é de rezar e só.
Espero que esteja melhor.

E eu sempre achando que é mais seguro morar em apertamentos!
Eu que moro há 20 anos na minha casa, e nunca aconteceu NADA (com vizinho sim, na minha não!).. a gente deixa a casa aberta quando sai de dia.. não fica paranóica por esquecer 5 janelas e 3 portas abertas... (claro que não moro em São Paulo né..)
É f*da viu... Eu não sou muito religiosa, mas eu tenho CERTEZA que é Deus protegendo a minha casa (com as milhares de orações da minha mãe).
bjs Má. Tomara que esse medo não te aflija mais.

Só de ler me deu agonia. Imagina vivenciar tudo isto?

Que M--- heim, Ana. Essa sensação de insegurança é terrível e pior ainda qd é dentro da nossa casa, no lugar q no fim do dia teoricamente nós deveríamos sentir segurança. Já invadiram minha casa e fui acordada com uma arma na cabeça, depois não tive mais uma noite em paz, vendi a casa e vim p um apartamento. Já os meus pais moravam em Piratininga mas com tantos casos de asslto foram p um condomínio em Itacoatiara. Morro de preocupação pq eles moram sozinhos, já teem uma certa idade e não ficam mais tão alertas como a gente fica. Niterói tá começando a ficar complicado ...Nossa, não gosto nem de pensar ... Que bom q no final deu tudo certo, espero q se recupere logo do susto :/
bjsss

Meninas, um beijo pra todas vocês que estão passando aqui e deixando recadinho! Tô muito feliz com as demonstrações de soliariedade, e de ver que todas vcs que passaram por histórias assim (e piores!) superaram sem maiores traumas. Não dá pra ser refém de medo, né, gals! Força no blush!

Ana

É mto panico mesmo vc saber que não tem pra onde fugr, alguém pode meter o pé na porta da tua casa e a polícia que nós pagamos para nos defender está ocupada de mais para atender o telefone, provavelmente dormindo ou negociando com traficantes. Existem alguns policiais honestos, não estou generalizando mas... não podem dar conta de tudo...

Puxa Ana, que barra! Nunca passei por isso, mas imagino como vc deve estar se sentindo.

Eu nunca fui assaltada, mas passei por uma tentativa. E vou dizer, foi horrível, me senti totalmente desprotegida. Mas tivemos (eu e minha mãe) muita sorte. Estávamos na rua, quando um grupo nos cercou. Eu catei minha mãe pelo braço e corri. Mas o que nos ajudou mesmo, foram os porteiros dos prédios terem gritado, os caras com isso saíram correndo. Eu tremia feito vara verde, minha mãe ficou estática, tadinha.

Ainda bem que vcs tinham o porteiro. Aqui no condomínio nem isso, só rezando para Deus mesmo.

Beijos

Ana, que susto! Que bom que não aconteceu nada com você e sua família. Que todo mundo ficou bem. Dá raiva e muito medo mesmo. Quando eu fui assaltada na rua ano passado eu fiquei apavorada. Ainda hj carrego o trauma. E quanto â polícia eu passei pelo mesmo, eu tentei dar queixa do assalto e desisti! Eu teria que passar mais de 4 horas da delegacia esperando o delegado, pq ninguém mais poderia me atender... Desisti mesmo. É fogo viver com medo. Beijos e fica bem!

Nossa, fique melhor, viu Ana? Espero q esteja mais calma.. Imagino como deve ser uma coisa apavorante pensar que sua casa pode ser invadida à qualquer momento.

Sobre ligar pra polícia, eu já tentei sim e sei como se sente.

Dezembro agora foi a formatura da minha prima e um formando bêbado e louco quase matou meu primo de pancada! Ligamos pra polícia, resgate, o escambau.
O resgate demorou uma hora pra chegar lá (isso q a cidade é minúscula, em uma hora vc chega em Campinas quase!) e a polícia tbm demorou horrores.. fora q eu liguei de celular e eles me mandavam ligar de tel fixo pq falavam q caía em outra cidade do mesmo ddd!
Ah, tenha santa paciência!

Meu primo ficou 1h40 desacordado.. só por Deus mesmo q ele sobreviveu.. pq se fosse depender desses dois.. credo!

bjos!

Ai, credo, ninguem merece!!!
Beijosss

xuxuuuu!! poxa, que susto!!
afff, esse tipo de coisa não tem jeito, a gente está mesmo vivendo uma ´poca em que somos prisioneiros né? Fica forte, se for o caso reforça as trancas nas portas, sei lá... qquer coisa que a faça se sentir mais segura aí...!
BJU

Marcia Heringer   says 11 de março de 2009 18:27

Olha, muito triste isso, mas infelizmente este e o pais em que vivemos(nao consigo colocar o acento com o meu teclado).
Espero que o susto maior ja tenha passado, e que vc psicologicamente esteja muito bem, pois nem isso temos direito, de nos recompor emocionalmente, tudo acontece como um turbilhao e temos que levantar, bater a poeira do bumbum e seguir em frente. Mas 0ra para o Senhor que ele vai lhe trazer conforto viu. Bjs!!!

Forca Ana...
A vida é assim todo dia somos surpreendidos por coisas boas ou ruins...
Sei que essa onda de assaltos a prédis dá medo!!!
Mas Gracas a Deus nao aconteceu nada né!!!
Beijo

Que coisa terrível e vergonhosa. uma amiga passou por uma situação ela tava de carona com dois amigos dela, eles tavam levando-na em casa depois de uma festa, quando começaram a ser seguidos muito de perto por um carro estranho, daí desviaram o caminho, deram voltar em torno de uma praça enquanto tentavam ligar p policia e nada nao conseguiam e continuaram sendo perseguidos por uns 15 min. dai o carro de trás desistiu. dái eles foram p casa dela, um dos meninos conseguu falar com o pai que é advogado famoso aqui na roça e finalmente falaram com a polícia que os acompanhou até em casa.

eu so precisei ligar p bombeiros e tb me atenderam de primeira.... aliás, atendimento de primeira. ou de obrigação né.

ainda bem q n te aconteceu nada

Ana minha amiga, entrei aqui nesse final de dia buscando minha "cachacinha" diária pra relaxar e... Quase caí dura!!! Estou absolutamente CHO-CA-DA com o seu relato. Inacreditável que, na hora do aperto, o telefone da policia esteja ocupado ou ninguem atenda. Tremenda presença de espírito do seu porteiro de informar quem pudesse. E sua também em pedir ajuda pra tia que mora perto. Ufa!
Espero que vc agora esteja mais tranquila, apesar do susto. Eu também ficaria de pernas bambas. Péssimo se conformar com o mantra "Vão-se os aneis, ficam os dedos", mas, infelizmente, é só o que temos de consolo nesse pais mesmo.
Um beijo muito carinhoso, da Renata.

menina, isso tá cada vez pior, a gente nunca sabe se aquele carro de polícia tem mesmo policiais dentro! mal comparando, fizeram um baita burado na frente da casa dos meus pais há 1 semana, prá trocar a tubulação sei lá do que, e quando tentei ligar na subprefeitura, olha o tempo de espera para o atendimento: 454 minutos! uma palhaçada! Aqui em sampa tb é fogo, muito tarde da noite ninguém mais bota o nariz prá fora de casa!
fique bem!
bj

Má, que situação terrível vc viveu! Que lugar é esse que vivemos que gente do mal anda livre e gente do bem fica preso e inseguro em suas próprias casas?? Fico contente por nada de mal ter acontecido, mas a indignação é muito grande. Espero que a sensação de terror passe logo e que vc nunca mais vivencie algo desse tipo. Um beijo, Clarisse

Meninas...quanto medo rondando nossas vidas...
eu sai do interior de SP há 01 ano pra acompanhar meu marido em Porto Velho, capital de Rondonia...geente...vcs nao tem idéia de como essa cidade é violentaaaa, e a polícia impotente...eu rezo taaanto, mas taaanto que vcs nem sonham...e quando leio relatos do tipo não consigo agir como se não fosse comigo e bla bla bla...poderia ter sido com cada uma de nós e nossas pessoas amadas...e saber que não temos a quem nos socorrer nessas horas me tira a paz.
O problema não é privilégio de SP ou do Rio p.ex...mas de todo um pais que resolveu se contentar com um bolsa família mediocre...
Um beijo e um abraço forte...que Deus te tranquilize a alma.

Ai, Ana! Acabei de ler o acontecido!
Pôxa, amiga, fiquei muito triste. Eu sei EXATAMENTE o que vc está sentindo - o medo, a revolta...
É uma merda mesmo a gente ser obrigada a passar por esses tipos de susto, e nem poder contar com ninguém, polícia, nada. Muito injusto; tanta gente ruim nesse mundo, por que vai acontecer logo com gente de bem? Fico Puta.

Que bom que vc e sua família estão bem, e que nada de mais grave aconteceu com vcs.

Eu demorei a voltar a dormir. Sugiro meio Ocadil antes de deitar ;)

Se precisar desabafar, xingar, se revoltar contra a sociedade, o ser humano, Deus, a vida, enfim, "tamo junto"!
Beijas grandes pra vc.

Má, graças a Deus, tudo acabou bem!
Mas imagino o quanto não foi sofrida aquela noite... e o mais chocante é precisar da policia e ela não estar disponível.
Por isso q a bandidagem toma conta e lugares q sempre foram considerados seguros como prédios e condomínios volta e meia são vítimas de assalto.

Beijão!!

Luciana Cardoso   says 12 de março de 2009 22:12

Nossa mãe, Ana. Só de pensar, me dá arrepios. O que tá acontecendo em Niterói? Eu trabalho numa clínica de estética em São Francisco e, quando saio de lá à noite, morro de medo. Nunca vi um mísero policial na rua. Fique com Deus. Beijos. Luciana.

Hi, here you can find tons of beuty videos and photos. Enjoy us and be happy!

:)

Postar um comentário

2010 Trendy Twins - todos os direitos reservados Desenvolvido por Projecto Comunicação