usuários online
 
 
 
Fashion Import
 
http://trendytwins.com.br/img/imagens/tit_girls.jpg
Faça parte desse grupo

Vocês sabem o que é um publieditorial?  

Categoria(s)

por Ana Farias




A nível de criar um clima mercenário, esse post deve ser lido ao som de The man who sold the world, do fantástico David Bowie (DB, pega eu!).



Pra quem preferir, tem versão do Nirvana AQUI. A Vivi prefere, mas achei que o Kurt Cobain tava sujinho demais pra aparecer nesse blog.

...

O babado chamado publieditorial. Temos certeza de que essa discussão não é preocupação da grande maioria das leitoras de blogs. Mas entendam da seguinte maneira: esse assunto, digamos, teórico da blogosfera, interessa a todas vocês. Pois tem a ver com credibilidade. E com opinião também.

Você acredita que pode confiar no que lê ou ouve? Isso vale pra qualquer tipo de mídia, é claro, mas vamos tratar da nossa aqui, os blogs. O texto é longo, mas tenham paciência que o tema é importante.

Então, os famigerados publieditoriais. O que são? Comofás?

Publiedioriais são anúncios feitos por empresas dentro de alguma mídia. Trata-se de uma COMPRA de espaço, logo envolvem money, dindim, bufunfa. Em blogs, o chamado “post pago” é uma divulgação de empresas interessadas em sites com boa visibilidade no segmento que lhes interessa – e “boa visibilidade” tem a ver com números, é claro, não com bom conteúdo. Afinal, pra que uma campanha na internet atinja o público alvo, é necessário que o blog seja muito visitado – coisa que todo mundo sabe que nem sempre tem a ver com qualidade.

As agências já perceberam o potencial das “mídias sociais” (todas nós que blogamos, amigas, TODAS, não importando aqui o número de “seguidoras”), mas ainda estão aprendendo a lidar com a coisa. Ou lidam com má-fé, oferecendo sardinha (brindes, “parcerias” que rendem um mini-rímel por mês) quando o espaço vale caviar (dinheiro grosso, ou algo do tipo).

Convenhamos, blog é novidade, e muita gente boa do marketing ainda não sabe lidar com a ferramenta – o que gera um desperdício mega pra eles mesmos. E os blogueiros também estão, aos poucos, aprendendo o que representam e quanto vale o próprio espaço. Porém, algumas vezes, não existe ingenuidade de nenhum dos lados, e enquanto um compra barato, o outro sustenta a peixaria. Como em várias situações cotidianas, vamos combinar. Aos poucos tudo entrará nos eixos, acreditamos.

Uma campanha bem dirigida por uma agência, e bem desempenhada por um blogueiro, tem possibilidades de abordar um número de consumidores em potencial às vezes muito maior do que se feita dentro de um veículo mais abrangente, que chega até mais pessoas, mas não a mais pessoas necessariamente interessadas naquele segmento. Mas tem que ser bem feito, senão o tiro não é no alvo, mas no pé. Isso porque publieditorial é terreno minado. Se mal feito, pode gerar mais desconforto e ojeriza do que interesse, afinal envolve quantias.

Se eu digo que recebi pra escrever certo post, que garantias posso dar que vocês vão achar que aquele é apenas mais um post, ou se vão achar que só estou dizendo aquilo porque tão pagaaaanuu? E tem mais: o que eu faço quando encontro um publieditorial numa revista é virar a página. Tiro vocês por mim, não subestimo de forma alguma a capacidade de compreensão ou a percepção de quem visita a gente. Então por que cargas d’água colocaria em risco minha credibilidade e, conseqüentemente, o interesse de quem abre mão de alguns minutos do próprio dia pra vir aqui ler o que eu escrevo?

Eu sei quem sou, e ainda não toparam pagar meu preço, mas e vocês, colocariam a mão no fogo por mim? Claro que não. No final, amigas, toda alma desse mundo vai dizer que é sincera. Mas como ter certeza? Não existe certeza. Como em tudo na vida, a gente acredita ou desconfia, não tem jeito. É muito fácil chegar aqui e abrir minha boca cheia de dentes, bradando que não me vendo. Malzaê, por experiência a gente sabe que todo mundo tem seu preço, seja ele 2 ou 2 bilhões de reais. Me ofereçam aí uma viagem de 6 meses pela Europa, tudo pago em hotéis legais, compras liberadas na seforrá, e eu faço sim comercial de lactopurga, sorrindo pra câmera e fazendo cara de aliviada, falomesmo.

Mas voltando, tem um texto da Rosana Herrman (AQUI) que eu gosto muito, e tem uma parte que ela fala assim:

“(...) Os blogs se transformaram em mídia, e, como toda mídia, podem gerar receita através da venda de espaço. Mas uma coisa é você oferecer o espaço do seu blog, como quem oferece o sofá da sala para um vizinho fazer sexo com a esposa dele. Outra coisa é você oferecer o sofá e a sua própria mulher para o seu vizinho. Porque o sofá é espaço, mas a mulher é conteúdo.

Como entendemos isso no Twins: a gente faz propaganda de graça porque, como sempre dizemos, foi assim que o blog surgiu: “oi amiga, já viu esse creminho aqui?”. E nunca falaríamos bem de alguma marca em troca de coisas pelas quais, convenhamos, podemos PAGAR pra ter (se não hoje, ali na frente, não temos pressa). Aqui não tem essa de empresa mandar produto pra gente resenhar. Se quiser mandar que mande, mas isso não é garantia de post, e muito menos de post favorável. Tem muita coisa que a gente já recebeu e que não veio pro blog porque não nos interessou como pauta. Isso é oferecer o sofá, mas manter... uhn... o marido né gente, bem longe da história.

Se vocês não vêem muitos posts negativos, é por uma questão de postura mesmo: se não gostamos de algo, não nos sentimos no direito de detonar o que quer que seja por causa de uma opinião pessoal. Vamos que produto X me dê alergia. Tipos, porque deu alergia em mim o produto é ruim, ou o produto é ruim pra mim porque me deu alergia? Da mesma forma, quando é bom, dizemos que foi bom pra gente, mas pode não ser pra todo mundo. Não existe nada nesse mundo que agrade a gregos e troianos. O que decidimos de uns tempos pra cá, conforme o foco do blog se desenhava, foi que só falaríamos mal de coisas universalmente aceitas como tal, tipos é ruim pra mim e com certeza será pra você: vendedora despreparada, maquiagem vagabunda (e mesmo assim há quem goste), creme vencido, máscara de aspirina, e por aí vai.

Achamos de verdade, apesar dessa questão de credibilidade x grana, que nós que blogamos temos todo o direito de receber dinheiro de vez em quando, se for o caso e existir a oportunidade, desde que o foco do blog admita essa “dinâmica”. Afinal, existem blogs e blogs. Até brinquei com a Ale Garattoni, que é contra sorteios (por um motivo muito válido, inclusive): “você ia fazer sorteio de que no IG, fia? De Birkins?”. Sorteios e publieditorial e mini-rímeis (he) são coisas que pouco interessam a ela.

Mas vamos falar especificamente do Twins: sendo nossa abordagem o consumo inteligente, pra dar a dica certa pra vocês precisamos ser consumidoras... uhn... não tão inteligentes assim, eu e a Vivi. Nosso gasto não é só de tempo, envolve dinheiro também. Por isso é ótimo quando as empresas nos enviam produtos para testar. A gente sabe que o custo deles por essa possibilidade de publicidade é zero, não somos ingênuas. Mas se fosse pra comprar todos os produtos que queremos testar, o gasto seria algum outro número aí, seguido de muitos zeros. E receber material de empresas não nos torna vendidas ou mentirosas, apenas quebra um galho: significa que, se gostarmos do produto, teremos assunto pra mais um post, ao invés de versar sobre o cri-cri dos grilos.

A gente preferiria receber dinheiro, isso é fato. É, dinheiro que desse pra comprar o tal produto e outros vários, e pagar as contas, e levar os amigos pra jantar sushi, beber saquê, comer uma sobremesa maneira e ainda bancar o táxi de volta pra casa. E uma ponte aérea de vez em quando. Ou seja, é de nossa real e sincera vontade vender espaço publicitário no Twins, cedendo campos para banners de bom gosto e de produtos e marcas que tenham a ver com nosso conteúdo.

Pra gente, ganhar dinheiro com um blog não é necessariamente receber para colocar opiniões prontas dentro dele. Existem mil oportunidades que podem surgir pelo reconhecimento de um trabalho bem feito, de pesquisa, bom texto e originalidade. Um blog é a vitrine de seus editores, um portfólio de pessoas que, se souberem e quiserem desenvolver um trabalho sério nesse canal, podem sim, encontrar um novo tipo de trabalho em mídia. O que não significa ser homem-sanduíche (pra quem não sabe, são aqueles senhores que se vestem com uma placa do tipo "compro ouro" na frente e "marmitex R$3,99", atrás).

O mal entendido, no geral, é que como os blogs começaram como ferramentas de expressão pessoal quase "íntima" (os diários virtuais), ainda se mantém aquela imagem de que blogar é sentar relaxadamente em frente ao micro e falar sobre o que der na telha. Ou no Google, néam. Mas não é bem assim. Não hoje, não mais. Podemos nos arriscar a dizer que 70% do trabalho de um blog de conteúdo é “na rua”, na pesquisa, na vivência. Escrever é apenas 30% do processo. E ainda assim, para acertar a mão, demanda-se tempo e dedicação.

Mas enfim. Estamos falando de espaço de banner. Já em relação à publieditoriais, aos textos, não temos opinião formada ainda sobre fazê-los ou não. Estamos a Suíça, neutras. Isso porque, se por um lado achamos justo receber dinheiro por uma publicidade, por outro temos problemas éticos que ainda não resolvemos em relação aos posts pagos. Primeiro porque não admitiríamos que comprassem nossa opinião junto com o espaço (o tal sofá + a própria mulher que a Rosana Herrman citou). Segundo por causa da questão da credibilidade colocada em jogo pelos leitores, citada mais acima. Terceiro porque existe uma questão técnica: tem quem defenda que os publieditoriais devam ser textos “prontos”, que deixem claro pro leitor do blog que aquilo não é do blogueiro, e, como compra de espaço, não é necessária sua apreciação do produto. É pá pum, eu publico, tu me pagas. Como numa revista. E isso é uma coisa que não gostamos: no Twins, a gente quer escrever do nosso jeito. Vocês nunca viram sequer um briefing publicado aqui. A gente sempre se dá ao trabalho de ler, entender, pesquisar sobre, e reescrever da nossa maneira.

Já fomos sondadas pra fazer publieditoriais, mas ou o cliente não levou o projeto adiante (quando a grana era boa), ou então nós declinamos educadamente (porque a grana não pagava dois blushes da MAC, então né). Ou seja, amigas, aqui nunca houve post pago. E, apenas por causa disso, vocês nunca leram a famosa frase “isso é um publieditorial”. Infelizmente, porque uma graninha ia bem. E se por acaso um dia houver, o blush não terá sido comprado em troca de opinião (não temos como provar isso, entretanto. É acreditar ou trocar de canal). E, enquanto o publieditorial não vem, só escrevemos “isso não é um publieditorial” quando queremos ser sacanas. Que não é, é óbvio, pois não está escrito que é. Entenderam o pensamento rocambólico?

Agora, isso é o que eu e Vivi pensamos e fazemos aqui NESTE blog. É óbvio que o resto do mundo tem a liberdade conquistada de pensar e de fazer diferente, porque opinião, minha gente, é igual a cor dos olhos. Cada um tem a sua. E se tem papel pobre nesse mundo é o de quem resolve que tem gabarito pra ser patrulheiro da humanidade, né não? Nós é que não queremos isso pra gente. Somos a favor de sorteios, se nosso blog não se resumir a isso; somos a favor de “presentes” de empresas, se não nos obrigarem a assinar nossas almas em troca de um mini-rímel; somos a favor de fazer posts pagos, se for de uma marca que gostamos, e se o texto for nosso, e se a grana for boa; enfim, somos a favor de poder fazer o Twins como quisermos, sem interferência de patrulha, e enquanto for divertido. Quando não for mais, vocês vão perceber.

Resumindo essas mil linhas: minhas quéris, respeito é bom, e todo mundo gosta, então cada um com seu cada um, seja ele com ou sem publis envolvidos.

Ou, como disse melhor a Ale Garattoni AQUI:

Eu não quero fazer post pago, mas não acho errado uma pessoa fazer se quiser (desde que coloque no texto que se trate de um publi). Eu não faço sorteios de outras marcas – porque considero isso como um post pago –, mas não acho errado a pessoa querer oferecer isso a seus leitores. (...) só posso dizer que sinceramente respeito muito todas as escolhas, todas as formas de se fazer as coisas. Tenho a minha – e sou bem radical em relação a ela –, mas estou longe de classificá-la como a única certa do planeta”.

A gente fecha com gente educada assim. Porque, mesmo sem concordar com a opinião inteira, a coisa é colocada de uma forma tão pacífica que a gente fica tentada a rever certos conceitos. ;)

Pra quem chegou até aqui (blogueiras amigas, alo-ou!), nosso beijo e respeito, sempre.

Ana e Vivi.

Para ler mais: Inagaki e Caio Novaes.

48 comentários

É legal esclarecer isso!
Tem tanta marca distribuindo brindezinhos que não fazem jus a publicidade...

Pra Mi: te mandei email sobre o workshop do Boticário em Blumenau e não me respondesse ainda.. bua :(

bjs

Não critico quem faz post pago, eu mesma já fiz. Mas não acho que é só porque marca tal me mandou produto x pra testar eu vou ter que falar bem. Sinceramente? Eu dou a minha opinião sincera, se é bom eu falo que é bom, se é ruim ou não funcionou pra mim, falo também. Acho muito legal as empresas mandarem produtos porque pra eles o custo é quase nada, e eu já deixei de comprar produto porque nunca vi ninguém falando bem, só comprei porque vi que deu certo em outra blogueira, que por sinal publicou sendo publieditorial.

A única coisa que me chateia de verdade é gente querer montar blog pra ganhar brindes. Isso eu acho o fim da picada. Acho que é algo que vem naturalmente, agora você fazer algo com o intuito de levar algum, na boa, pra mim é furada! Porque primeiro que a pessoa não tá sendo verdadeira, e outra, vai quebrar a cara! Não conheço nenhum blogueira que ficou rica com isso.

Enfim...não acho errado e nem critico, só acho errado a pessoa falar bem de um produto só porque tão pagando.

Acho que a credibilidade vem com o tempo, vocês por exemplo, eu compraria numa boa algo fruto de um publieditorial, porque já tenho uma confiança em vocês e sei que não vão indicar algo que não seja bom.

Desculpa pelo comentário enooorme..rsr.


beijosss girls!

Oi Meninas! Adorei o post. Uma vez tratei deste assunto lá no meu blog. Eu acho muito delicado mesmo fazer um post pago, a credibilidade do blogueiro pode ser colocada em dúvida. Eu não faria um post pago no meu blog, mas aceitaria na boa fazer um blog dedicado a uma empresa ou a há um produto que eu gostasse. Assim ficaria claro que aquele espaço seria dedicado àquela marca ou produto em questão, que é algo profissional. Agora colocar um post pago no meu blog pessoal fica muito estranho mesmo, mesmo que seja informado isso no texto. Acho mais bacana a publicidade com banners e afins. Mais honesto, não curto publicidade disfarçada, acho estranho mesmo.

Gosto do jeito que vocês levam o blog aqui. Assim é bacana! :)

Beijos

hum.
Tudo bem.
O que eu quero mesmo saber é QUANTO FOI que o David Bowie te pagou pra você colocar ele e não o Kurt no post, heim?!

rsrs
Bjk, irmazoka!

Resume o Tratado de Tordesilhas aê, fera!!!

Vou esperar o sinópse...

Eu cheguei até o final! =]

Acho que tudo que conquistaram (e o mto que ainda irão conquistar) se deve ao trabalho, dedicação, respeito aos leitores e principalmente a educação de vcs!
Os textos são bem escritos, leves, engraçados e o mais importante são HONESTOS!
É um blog com a "cara da gente" e não é só mais um blog!
Continuem com o jeito de pensar de vcs, revendo os conceitos se for preciso (pq dinheiro no bolso não faz mal algum), mas sem perderem a essência!
Bjinhos =*

Lógico que li...

Ai, vez ou outra vejo por aí posts muito forçados, sacam? A pessoa jura que é a opinião dela, mas fica óbvio que foi comprada.

Outra maneira chata de angariar pessoas e receber por isso é OBRIGAR a pessoa a virar seguidora, ainda mais quando tem promoções. Eu sigo, lógico, mas não viro leitora, não mesmo... Salvo em raros casos, rarissimos! Não quero ser um número, sou leitora e mereço respeito poxa!

Quando gosto de um blog, nem me lembro de seguir, passa-se muito tempo aí me lembro que posso fazê-lo.

Todo mundo tem seu preço, e estão certissímas em vender um espaço como esse, os blogs são como revistas, mentira, são melhores. Quem disse que compro revistas? Compro nada, fico sabendo de tudo pela blogsfera, em muitos casos, de maneira mais imparcial e melhor que nas revistas.

As empresas precisam entender que bloqueiras sérias, que respeitam seus leitores, não vão se vender a troco da possibilidade de ganhar um mini-rímel.

Os canais de comunicação vendem seus espaços a preço de ouro, uma inserçãozinha de 30s na novela das 21:00 não sai por menos de 300mil dinheiros; se o blog já dá pronto a eles um público direto, filtrado, de bandeja, devem trata-los como tais.

Nossa, como eu sou fã das Twins!!! De verdade verdadeira (e nem é só porque vcs afagaram a leonina com o link!!)!

E sou fã também dessas aspas da Hermann e do comecinho do segundo parágrafo da Claudinha Stoco!

bjooo

arrasaram!
eu faço questão absoluta de tentar 'oferecer' algo pras minhas queridas leitoras sempre que possível, várias já ganharam presentes SUPER lá no Sweetest! hoje mesmo uma leitora faturou 8 peças leeendas da Dilady!
afinal, um blog não é nada sem as suas leitoras, certo?? pra mim, isso é lei!
quem vem blogando com credibilidade há anos conquistou seu lugar na blogsfera e não é louco de desperdiçar a confiança conquistada por causa de um jabazinho, acho eu.
porém, como foi bem dito no post, um blog hoje é MÍDIA, e mídia poderosa!
mas acho que o mais importante de TUDO é que cada um faz o que bem entende com o seu espaço, por isso cada blog tem a cara do 'dono'.

amei esse post, e adoro esses baphos que geram polêmica e discussão!
é a coisa mais saudável do planeta!
sweetbeijosssss twins!

Meninas
Falaram tudo!!!
Concordo com cada vírgula que escreveram aqui.
Presentinhos são bem-vindos, mas as opiniões sempre serão sinceras! Positivas ou negativas.
E acima de tudo, respeito e boa educação, é só o que interessa! Dá para discordar sendo educada, não dá??

colocar o db e nao o kurt e muito 36 + rsrsrs apoiadissimo.love him!
nao acho errado ganhar dinheiro.
acho errado enganar o povo falando que e de livre espontanea vontade qdo nao foi pq se fosse assim ninguem comprava nada que celeb anunciasse ne gente?
ja imaginou CLAUDIA RAIA sentada no MG HAIR passando MAXTON?ou a XUXA se afogando em MONANGE.
como diz tio ALE;todo mundo tem seu preco mas tem coisas que nem VC(eu,conta bancaria e popularidade infinitamente inferior)usa que dira
ELA...
ANUNCIO E ANUNCIO e usufruir da propria imagem para sustentar a pessoa que a detem FAZ PARTE.
quem diz que nao faria por preco nenhum ...ta mentindo...
e adorei essa de nao falar do produtinho ruim...
e bem mais elegante do que meter a boca a la GORDINHA DOIDA que vos fala mas sabe que ADOREI?
Leia TT e evolua bem!Na alma,na vida e na aparencia...
Kisses e to precisando de socorro rsrsrsrs

Meninas amei o post!
Por ai vejo muitos q anda fazendo isso, fico triste pq antes o blog ate era bom e hj em dia passa batido pq sei q tudo é comprado! O pior de tudo, por um preço super baixo! Ou por um brinde ou por qq coisa q a empresa ceder para sorteio para aumentar o numero de seguidoras!
Sinceramente uma vez uma empresa ridicula de produtos para cabelos me mandou uma amostrinha de um produto, não gostei e coloquei a minha opinião...nunca mais me mandaram nem uma amostrinha com medo de serem criticados denovo! Depois essa marca aparece denovo em 1000 blogs enviando várias coisas para as meninas e todas achando otimos...pensei estranho isso a qualidade deles não era assim...até q uma leitora do meu blog super confiavel (velha escudeira) comprou o dito cujo e testou, ela odiou (alem dela mais umas 6 compraram depois com amesma opinião), ou seja, o produto não era bom mas devido a um kit q as meninas ganharam postaram q era o melhor produto do mundo e dessa forma varias outras meninas compraram e não acharam nada disso!
Eu nunca vou escrever q o produto é bom pq ganhei ou qq outra coisa, sou sempre sincera e prefiro q meu blog caia no esquecimento ou então desapareça do q entrar nessa onda!
Não fiquei decepcionada com essa tal marca pq nao me mandou mais nada, afinal de contas eles nao tem nenhuma obrigação, mas sim pelo fato de perceber q eles são uns picaretas e algumas meninas q eu ate gostava por entrarem nessa onda provaram isso tb...
Afinal de contas leio varios blogs e compro muitos produtos q eles indicam, mas quando vejo q a onda deles entrou na net pulo fora q sei q é fria!
A loreal mandou um kit com um demaquilante e um hidratante facial para quase todos blogs, eu recebi, estou testando depois vou postar mas o q nao achei certo foram meninas q tb ganharam e nao citaram isso no post!
Desculpe pelo post gigante mas tem empresas q deixam a gente com cabelo em pé...vcs acreditam q tentaram mandar resenhas falando q os produtos eram otimos so para serem publicados? Como se fossem consumidoras ali q compraram e testaram? percebi pq peguei um blog q tinha falado deles e o conteudo da resenha era identico!
Simplesmente muito triste tem q ficar esperta mesmo com essas coisas...
bjs

vou linkar essa materia de vcs ok? vou so colocar esse link para as meninas lerem e conhecerem esse tipo de comentario!

Não tenho mto o que falar à não ser que concordo com vcs!
Ja fiz sorteio patrocinado, mas só ofereço no blog o q eu real/e uso, aprovo e amo!
Assim como tbem ja fiz sorteio comprando o produto do meu bolso.
Tem que ter honestidd e transparência e falar: Eu recebi tais produtos da empresa X e não gostei da qualidd das mesmas, ou adorei etc..etc..
Sinceridd SEMPRE né meninas?

Só fico meio assim pra falar no Bleu que entrei em contato com tal empresa e fui mal atendida ou nunca obtive resposta.
Já aconteceu com uma empresa mto comentada em blogs, eu mandei diversos emails e NUNCA recebi nem um obrigada pelo contato.
Resultado- tirei tdas as citaçoes á esta empresa do blog. nào acho justo isso pq além de td eu sou consumidora, e mereço respeito!
E inclusive nesse episódio o interesse era só da empresa pq eu estava recebendo diversos emails de outros países pedindo infos sobre tais produtos.
Respondi a verdd: Eu entrei em contato com a empresa varias vezes falando do interesse delas e eles nunca retornaram.
Falta de respeito e péssimo atendi/o ao cliente. Eu não recomendo!

bjs meninas!!

CARAMBA!!
Vou admitir que quando ví o texto tive muita preguiça de ler, mas depois que comecei não consegui mais parar!
Sou novata nesse mundo de blogs, muita coisa não tinha parado pra pensar!!
O texto abriu muito meus olhos!!!! Adorei a postura de vcs...
Aprendi muita coisa de maquiagem com os blogs...e não gostaria de passar alguma informação que eu não concordasse!
Nada como ler um BOM POST! Meninas, vcs. estão de parabéns!!
Beijão ;*

Essas minhas irmãs adotivas são P.H.O.D.A.S!

Anaaaaaaa! te mandei e mail no anagemeama@gmailpontocom!!!

lê lá!!!!

beijo!

p.s: e to dura, nem vou poder pagar pelo post....rsrsrs

ótimo post, como tudo mais que tem aqui.
aliás, essa sinceridade é um diferencial que faz com que eu e tantas outras visitem o TT diariamente.
porque é uma coisa papo de amiga, né! e amiga não vai vender "maquiagem vencida" e "lingerie furada" por mais que precise.

eu acho simpático da marca mandar produtos para vocÊs experimentarem e de brindes, mas sem cobranças... só o fato de não terem cobranças já cresce a simpatia pelo marca né... ah eu acho...


e no dia que puderem bancar o sushi do encontro, vai ser ótimo!

bjos

Meninas,

Adorei o post! Muito bem colocado...nossa opnião vale muito e nossos leitores devem ser respeitados!

Beijokaaaas,

Gêmeas que adoro....
Primeiro de td, esse post é muito bacana pra deixar transparente diante das leitoras no que se baseiam as resenhas e pesquisas que aqui constam...
Também achei hiper válido para as novas blogueiras que, poderiam num ímpeto ingênuo, assinar em seus blogs a "venda se suas almas" por pura inexperiência.
É muito legal a honestidade que sentimos por aqui! Imprescindível deixar claro pros leitores menos atentos o foco do Consumo Investigativo de vocês.
Por mais óbvio que pareça em TODOS os posts que, resenha é OPINIÃO e, que pesquisa é FATO DEVIDAMENTE AVERIGUADO, acho legal a transparência de vcs em reitarar o que sempre foi dito, seja nas entrelinhas, nos comentários, nos updates e considerações finais feitos por vcs mesmas...
A minha opinião sobre publieditoriais ou mesmo venda do espaço, pouco importa aqui...porém, quando leio o Twins, sei exatamente o que estou lendo e, é aí que mora a tal credibilidade!
Independentemente da minha admiração pela Vivi e pela Ana (Pelé mode on), sou fã incondicional das blogueiras que vcs são!
Nesse momento, ainda atribuo - lhes o valor da delicadeza, pois, de fato, esse post serve também pras "patrulheiras" que faltam com a educação e, principalmente respeito com vocês e, por tabela, com a gente (twinsettes) tb.
Beijo carinhoso

Mataaaaram a pau, meninas!Amei!
Mas eu só me vendo se for pra Givenchy, kkkkk...
bjoks!

Fiz questão de ler até o final por dois motivos: eu queria realmente saber o que era um puplieditorial; e queria ouvir a opnião de vocês.
Apesar de comentar raramente aqui (vergooonha!), leio o blog todo santo dia, não me passa um post sem ler, e super adoro o jeito de vocês 'colocarem as coisas' pra nós, leitoras. E não decepcionei! Adorei a postura de vocês, e adorei principalmente a sinceridade, em nenhum momento eu li e pensei "rum, hipócritas!" hahahahah

Estão de parabéns, como sempre!
Beijos pras gêmeas lindas!

Fofuras;
Eu sou da opinião que o blog é de vcs e vcs tem o direito de fazer oq bem querem com ele.
Sua explicação mostra o tanto que vcs nos respeitam.
Um blog como este sempre terá leitoras e será respeitado.

Meninas,
Adorei o post e concordo com a postura de vcs. Faço sorteios sim (pq não?) de produtos que considero bacanas (sobre o colar da Paula Velloso, por exemplo, ele é lindo e honestamente fiquei feliz que uma leitora tenha ganho o seu). Já recebi produtos dos quais gostei e falei e outros que não gostei e sobre os quais prefiro não falar (pois não sou a senhora da verdade e outras pessoas podem adorar o mesmo).
Se uma marca não me agrada, seja ela de sapatos, picolé ou creme para o cabelo, não vou falar bem sobre ela, mesmo que me mandem uma mega cesta de produtos. Mas é claro que se eu fosse atriz famosa é bem provável que eu fizesse alguma propaganda de um produto de beleza que talvez não fosse exatamente meu favorito (aí a pessoa está desempenhando um papel profissional, numa relação de compra e venda bem clara - todo mundo sabe que é uma propaganda, não reflexo da vida real). Mas provavelmente jamais fizesse uma propaganda de foies-gras, porque tenho pena dos gansos, coitados, sendo entupidos de comida para terem um fígado doente e virarem comida de gente fina...rsrsrs
Só falo mal daquilo que realmente me incomoda, como a vez que falei sobre os mal educados que estacionam na vaga destinada aos deficientes.
Faço meu blog porque me diverte, acho legal, gosto das pessoas e de dividir as novidades. Se uma hora isto deixar de ser divertido e passar a ser um monte de regras, daí não será tão bacana.
Viva a liberdade!
Por isto que adoro vocês!!!

Eu liii até o final =)


Sou leitora assídua, apesar de nem ter blog, etc.
Particularmente, confio MUITO no blog, e em vcs. Não sei explicar nem por que.

Não acredito que vcs venderiam uma opinião.
Mas como vcs disseram, o que é bom pra mim não é bom pra minha amiga. Não vejo mal nenhum em vcs ganharem alguma coisa para postar a opnião verdadeira de vcs.


E outra, vcs SUPER se dedicam a fazer o blog, que é muito útil para mim e outras diversas meninas. Perdem tempo dinheiro construindo algo de utilidade pública, qual é o mal em ganhar uma recompensa por isso?


Como disse, acredito de coração que vcs não vão vender a opinião de vcs e enganar as leitoras, mesmo porque isso seria um tiro no pé, certo?


Sou super a favor de vcs ganharem presentes de marcas, e ainda acho que vcs tinham que ganhar DINHEIRO pelo serviço prestado as marcas =)


Desculpa o comentário grande.


Beijo!

Desculpem a falta de originalidade, mas vou repetir o que disse pras meninas do VNF?
É por isso que amoceis! Assino embaixo de tudo e ainda dou uma salva de palmas crescente, como diria o Mion! =)
Beijos e continuem assim que eu continuo aqui! rs...

Concordo coma Claudinha Stoco...
Porém acho q cada um faz do seu blog o que quiser..afinal, blog é blog e não site e visita quem quer..
leio o de vcs pq gosto das dicas e acho q vcs devem fazer o quer quiserem e nao o q as pessoas querem q façam...
bjos
Sucesso pra vcs!

Ana & Vivi,
Amei tanto o post de vcs que fiz "um post do post" citando vcs lá no meu blog.
beijos!

E só para constar eu também acho que mini-rímel é coisa para vir em revista (ha) e não ferramenta de barganha para publieditorial. nem se for chanel

Eita assunto pra dar pano pra manga... rss...

Não digo que sou contra a propaganda, mas tenho a mesma teoria de vocês, não me venderia por um kit de maquiagem de R$ 9,90 e nem em troca de brindes para sorteio, Graças a Deus ainda tenho din din para pagar pelos mesmos e o frete, tem blog fazendo sorteio adoidado e não entregando o prêmio, vergonha total!

Mas voltando ao assunto, eu minto muito mal, não sirvo pra mentir por uns trocados, o valor recebido teria que dar para pagar um bom curso de teatro...kkk
Brincadeiras a parte, prefiro não falar nada a falar bem de algo que não acredito.

Beijocas...

Juliana, tem muita agência de publicidade se dando bem com essa ingenuidade dos blogs. Já tá na hora de se valorizar. Não digo “se profissionalizar” porque blog não é profissão pra ninguém.

Claudinha, a gente dá opinião sincera também. A diferença é que só falamos do que nos interessa mesmo. Como minha opinião pode ser diferente da sua, quem sou eu pra desaprovar um produto, que gabarito tenho eu pra isso? Eu dou dica de consumidora, mas não sou profissional de beleza. Dizer que algo “não presta” não cabe a nós, ou, pelo menos, não cabe a mim, que tenho formação acadêmica de professora de francês, não de dermato. Quanto aos blogs que vc citou... linda, acredito de verdade que esses não se mantém. É como vc disse, credibilidade se contrói. Um beijo enooormeeee, do tamanho do seu comentário (obrigada pelo feedback) e obrigada pela confiança, meu amor! ;)

Marion, aí entra a questão do foco do blog, né, amiga. Sumi, mas também te adoro, você sabe! rs

Vivi, pro DB eu pago pra fazer publis, vc sabe.

Juliana, que bom que você leu, viu! rs Não dava pra resumir não. Na verdade ainda tirei tanta coisa que, relendo, alguns trechos ficaram mal conectados! E seu comentário foi super pertinente. Também não curto essa coisa de atrelar promoções a se tornar seguidora. É uma fidelização falsa. Leitor a gente conquista TODO DIA, gerando bom conteúdo. Existem outras formas de se gerar bons números. Eu dificilmente participo de promoções de blogs, mas NUNCA participo dos que fazem essa exigência. A não ser que eu já tenha me tornado seguidora pq gosto. Aliás, tem blogs que eu curto muito que fazem isso. É o que eu disse: cada um tem liberdade pra fazer o que quiser com o próprio espaço. Mas qualquer posição também gera conseqüências, e, nesse caso, diria que o problema é a implicância com o blog – e a intenção da blogueira deveria ser exatamente o contrário!

Ale, fã sou eu de você, amoreca. Sabe que realmente comecei a repensar essa coisa de post patrocinado x sorteios de empresas que a gente conversou? Resultados dessa sua campanha em breve, espero! ;)

Paulinha, um blog só recebe coisas porque é visualizado, e só é vizualizado porque tem leitoras. Por isso acho que devemos, sempre que possível, “lutar” por elas Tb, ao invés de só olharmos pro próprio umbigo. Vc é a inspiração principal desse texto, amiga, por conta daqueles emails que trocamos no mês passado sobre o assunto, lembra?

Sá, eu já iria mais além: acho que SÓ DÁ pra discordar sendo bem educado. Opinião de ogro entra por um ouvido e sai pelo outro!

Glorinha, ó: eu era JOVEM quando o Kurt ainda era vivo, viu! Só que DB é ídolo musical “tê u dê ó”, não abro mão! E vc falou uma coisa certa: ninguém reclama de artista que faz anúncio, vão reclamar dos pobres blogueiros por quê? Todo mundo tem direito a caviar de vez em quando! (nem que seja em pasta e não beluga, como é o caso dessa pessoa que vos escreve! Hahaha)

Mandi, fique à vontade pra linkar, flor. Eu acho que as pessoas precisam perceber que blog não é pra sempre. Não adianta dizer que tem fama e gabarito pra dizer as coisas, até porque hoje em dia quase toda leitora é blogueira também, e a opinião comprada sempre aparece. Já fiquei sabendo de blogueiro muito famoso que foi pego com a boca na botija sendo pago “pra dar opinião sincera”. Blogs grandes já sumiram de um dia pro outro nos EUA e na Europa. Ou seja, mentira tem perna curta.

Elis, muita curiosidade pra saber de que empresa vc tá falando. Digo isso pq empresa brasileira não começou sequer a engatinhar em relação à direitos de consumidor, e ainda se arrasta quando o assunto é mídias sociais. Tem empresa que já apareceu aqui no blog como “interessada”, e que vc dificilmente verá de novo por aqui. É isso: atendeu mal, fechou uma porta.

Deh, que bom! Eu fiquei super assustada com o tamanho do post, mas é tanta info que não dava pra resumir não... :s

Pri, uuuuuuui! hahaha

May, pra vc que é da casa, preço camarada! Já respondi, amoreca. Até dia 10 não dá pra mim, depois disso eu topo!

Lê, se o dia chegar vc é presença garantida na mesa do peixe cru! rs

Dê, isso mesmo. Quem não respeita a inteligência de quem lê, acaba falando sozinho.

Aninha, eu realmente acredito muito nessa coisa da inexperiência aliada à falta de informação e ao deslumbramento pelo “digrátis”, amiga. Nem sempre é maldade, não. Mas vc sabe que eu sou polyanna!

Pri, pra Givenchy eu não me vendo, eu ME OFEREÇO! hahaha

Laisa, não é vergonha nenhuma não parar pra comentar, linda. Que isso é melhor pra gente, em muitos sentidos, é claro que é. Mas a gente entende que a vida é corrida, mesmo. ;)

Shirloca, liberdade de escolha e respeito pela opinião alheia em primeiro lugar. Não tem coisa mais ridícula do que gente que acha que é melhor do que os outros. Blogueira que se coloca em pedestal mais dia menos dia acaba caindo das nuvens.

Carol, muito muito muito obrigada pela confiança! 8*)

Mariana, que bom que vc gostou!

Aline, no final das contas, você resumiu muito bem: a gente não deve explicação mesmo não. Blog se faz diariamente. Se o blogueiro faz um bom trabalho, não precisa ficar se justificando.

Beijos pra todas vocês, meninas. Muito obrigada mesmo por terem lido o mega post e por possibilitarem um diálogo!

eu sempre tive problemas com posts pagos - vão completamente contra tudo que acredito que é blog. faço parte de um condomínio, a verbeat, que deixa isso bem claro: é blogar por prazer e lazer - se a intenção é ganhar dinheiro, não é o seu lugar.

quando comecei a ler blogs de maquiagem, me incomodou um bocado isso de vocês (e todas as outras meninas) receberem produtos das empresas. o incômodo não por vocês, mas pelas tantas garotas de cabeça fraca que não conseguem avaliar a situação como fizeram neste post.

tem meninas novinhas, que nem têm dinheiro para o sedex, mas recebem produtos da Vult e da Pierre Pardon a torto e a direito, pra resenhar e sortear. quantos blogs já não sortearam aquele kit do solzinho da Vult? dezenas.

o problema é: como garantir que a pessoa está preparada para ter bom senso ao resenhar o produto? "ah, olha que bonitinho o batom que eu ganhei. ih! o cheiro é ruim e dura pouco, mas eu ganhei, vou elogiar, né?". deve acontecer muito.

então, assim, é complicado.

ter um blog é para todos, agora, tem que existir a maturidade para lidar com as situações que podem surgir por consequência dele.

sobre posts pagos, eu sou COMPLETAMENTE contra.

primeiro que se a pessoa não fala que é um post pago, ela está mentindo para todos os seus leitores. e isso é tão patético. é mentir para aqueles que te escutam e gostam de você. não faz sentido.

ou, se a pessoa avisar que é um post pago, simplesmente não vou acreditar em uma vírgula. ele está recebendo por isso, como vou saber que é sincero?

mais uma vez entra a maturidade da pessoa. que pode aceitar fazer o post mesmo o produto não sendo tudo aquilo.

mas, ao mesmo tempo, tudo que eu estou falando pode ser besteira para alguns. minha visão de internet e blogs é completamente diferente da visão de muita gente.

meu blog, caso interesse:
http://verbeat.org/blogs/dreyma/

muito bacana da parte de vocês fazer um post sobre o assunto e deixar claro sua posição. =)

Transparência é fundamental!!! Gosto da postura de vcs. Exatamente por isso que, como leitora, existe uma seleção dos blogs que posso levar a sério e dos que são de "conduta duvidosa" - com todo respeito... rs

Leitora inteligente é aquela que fica esperta e aprende a diferenciar posturas. E não aquela que assimila qualquer coisa sem um pingo de crítica.

Parabéns pelo texto super elucidativo e de bom senso elevado ao cubo.

Bjos!

Marina Campos - Twin da Moda   says 24 de junho de 2009 10:03

sooooooooo proud of you, chefinhas queridas!!!!
arraram no post de verdade, to aqui sem palavras pra falar algo mais...

cara, a claudinha disse td, hoje em dia tem mta menina que tenta fazer blog pra ganhar brinde, mas o que não se tem noção é do esforço que a gente faz pra manter essa bagaça em pé com CONTEÚDO, e que os "brindezinhos" que vcs ganham são apenas um ínfimo reconhecimento da credibilidade do blog. de que adianta se queimar num blog chulé pra ganhar um batom da MAC?

sou extremamente orgulhosa por fazer parte do Twins com a minha pequena parcela de colaboração, não só pelo reconhecimento e pelo carinho das leitoras, mas por tudo que vcs representam no mundo blogal [hahaha] e pela inteligência com que ana, vivi, mi, pri, mel, cinthia e eu tentamos produzir cada post por aqui.

bessos sistas!

Minina, que fôlego pra escrever esse texto, hein! Parabéns!
bjus!

Concordo em gênero, número e grau!!!
bjsss
Rosiani Rodrigues

Li até o último ponto final e reli algumas partes para ter certeza que entendi.

1º: Prefiro Nirvana, lembra minha adolescência, violão na porta da escola, amigos cabeludos e várias outras coisas. ;)

Na página inicial do meu blog (e em todas as outras) tem escrito: "Não sou especialista, quando coloco minha opinião sobre um produto ou serviço, é algo pessoal, o que funciona para mim pode não funcionar para você e vice-versa. Nessa troca de idéias descobrimos novos produtos e opiniões! Comente!"
E é isso, ponto.

Ok, ponto e vírgula, eu ia escrever um monte de coisa, mas no fim ficaria repetitivo e grande demais, então provavelmente vou fazer um post (se eu conseguir sumir com o monte de trabalho que está na minha mesa) e colocar os links dos posts que me inspiraram (de vocês e da Paula).

Beijosss

Ahhhhhh Tá!
Quando tomei conhecimento debate que tava rolando no VNF?, vim aqui no TT para saber a opinião de vcs e "ainda" não tinha nada sobre assunto. Agora entendi. As moças estavam preparando um texto com ambientação musical e tudo.
E com um texto tão transparente e bem escrito, [e leve, apesar do tema] fica fácil chegar até o fim ;)

*A Claudinha Stoco foi muito feliz no comentário!

Beijão em todas vcs.

É o segundo post que leio nos últimos dias sobre o poder de mídia dos blogs. Quem sou eu para discordar, já que passo (boa) parte do dia dando uma "fuçada" nos meus blogs prediletos e conhecendo novos espaços.
A qualidade do blog de vocês é fantástica, como já falaram aqui, os posts são feitos por "gente como a gente" e sempre que leio o Trendy Twins me sinto como se fosse amiga íntima de vocês.
O mais legal nisso é que mudei completamente meu perfil de compradora (por vezes compulsiva). Eu não compro mais NADA sem ler alguma resenha antes. Aliás, várias resenhas, de preferência com muita sinceridade.
Acredito que, para pessoas como eu, a publicidade de produtos vindas em revistas, TV ou qualquer outro tipo de mídia que não tenha interatividade não atinge seus objetivos. Eu não compro um creme porque "vi na TV". Compro porque li resenhas em blogs com credibilidade e, principalmente, sinceridade.
O trabalho de vocês é excelente! Podemos ver o cuidado em cada post, cada foto ou cada comentário. Vocês estão de parabéns!
São responsáveis por mudanças no jeito de pensar, de agir e de comprar e são co-autoras dessa mudança radical na mídia.

Gabriela Pinheiro

Meninas,
vcs tem reconhecimento do público justamente por fazerem o que estão com vontade: consumismo investigativo! As regras vcs decidem, nós lemos como lemos qualquer material com conteúdo+opinião em muitos outros veículos. Só que no blog SABEMOS de antemão que estamos lendo a opinião das blogueiras. Isso é democrático. Adorei a fala do Inagaki que vcs indicaram (aliás leio o blog dele e é muito bom!!!!): nós, as leitoras, não somos "apenas rostinhos bonitos", o consumidor de modo geral está ficando cada vez mais seletivo, informado e cuidadoso. Claro que existem meninas de 20 e poucos comprando tudo sem noção, mas daí a transformar isso em responsabilidade do blogueiro é complicado. Até pq os blogs sempre vão ter muito essa característica de opinião pessoal, ainda que tenham se tornado veículos poderosos de difusão de informação. A responsabilidade é de deixar claro o que o blog quer/faz/etc SEMPRE.
A transparência é fundamental para a credibilidade na nossa sociedade da informação!
Bjs

meninas,

vcs são demais porque para mim este é o blog mais divertido da web, e o melhor tem muuuito conteúdo, e meu dia melhora muito quando dou uma passadinha por aqui.

continuem fazendo deste jeitinho que está muito bom para todas nós...

beijosssss

Todo mundo fez comentários imensos, mas o meu é bem curtinho: ótimo post! Li o da Ale também e através dela cheguei aqui, e adorei. Parabéns.

muito bom o post!
eu concordo com muito do que você disse!
o blog é ótimo, continuem assim!

Cara...cada dia fico mais fã de vcs.

Este comentário foi removido pelo autor.

nuss...eu jah tinha reparado q mtos blogs publicam maravilhas sobre produtos recem lançados e q recebem mtos brindes tb...isso eh ruim d fato, pq eu compro mtos produtos guiada pela opiniao das blogueiras, e mtas vezes estou entao eh sendo manipulada...eh bom achar blogs conscientes, q sabem q esse problema existe e não vendem sua opinião e post por algumas amostras.
bjokas

É por essas e outras que esse é meu blog fav forevah! ♥
Vários blogs que eu visitava sempre (um em especial) deixei de visitar por conta disso.
Acabou virando um blog SÓ de sorteios, concursos patrocinados e propaganda ambulante. CLaro que é legal ter essas coisas pra oferecer prazamiga, mas SÓ ISSO não dá.
Uma página que de cada 10 posts, 9 são publi não é o algo que me prenda.
Enfim.. só dizendo por mim, mesmo.
Beijasbeijas!

Meninaaaaaaaaass? vcs sao de nikity ? eu soouuu!! hahhaa!! amoooooo o blog d vcs mt mt mt

concordo com cada palavra do post!

bjoks e um otimo feriado

Postar um comentário

2010 Trendy Twins - todos os direitos reservados Desenvolvido por Projecto Comunicação