usuários online
 
 
 
Fashion Import
 
http://trendytwins.com.br/img/imagens/tit_girls.jpg
Faça parte desse grupo

Momento Leitora Diva  

Categoria(s)

por Ana Farias




Pode parecer bobeira, mas o Trendy Twins conseguiu dar cabo de uma questão antiga minha (que me fez, entre outras coisas, largar minha profissão): queria muito participar de um espaço onde fosse possível interagir com pessoas, e promover algum tipo de bem-estar. Assim, "fazer um bem" - ainda que, no caso do blog, esse bem seja uma coisinha minúscula. Se é que a gente pode chamar de minúscula nossa eterna luta por esse gigante chamado auto-estima.

Posso dizer que já perdi a maior parte dos meus medos em relação à ousadia com a imagem. Pessoas mais novas adoram apontar os dedos, chamar o estiloso de "rídiculo", mas o fato é que o passar dos anos nos libera de muitos convencionalismos. Quem tá empatada comigo sabe do que eu tô falando. Adolescente precisa provar coisas o tempo todo, e muitas vezes o medo de ser diferente do grupo inibe certos atrevimentos. Conforme o tempo passa, a gente vai vendo que ridículo é ficar se prendendo a conceitos, e passa a querer se distinguir da multidão. Quando estamos perto de dobrar o cabo da boa esperança, como é meu caso, poucas birras nos restam.

Me sobrou, por exemplo, aversão à sombra iluminadora branca, base carregada, corretivo claro nas olheiras, blush da Sandy. E muito medo de misturar estampas. Fora isso, pouca coisa me angustia no terreno visual. Mas na adolescência a coisa era bem diferente. Se rolasse um momento "A Dona da História", e eu me encontrasse com aquela criatura de sobrancelha de taturana e roupas pretas, rolaria um choque. "Você me transformou no meu pior pesadelo!", gritaria a moçoila de 17. "Vai fazer esse buço!", retrucaria a moçoila de 36.

Enfim, o que amo nessa vida de blogueira é poder ajudar a quebrar esses pequenos obstáculos que a gente coloca entre nossa imagem e nosso divertimento. Já viram como eu e a Vivi adoramos brincar? Esse blog é muito assim, leve. É lugar pra mostrar o que aprendemos todo dia, e uma dessas coisas é não ter medo de sair da nossa "zona de conforto". E ouvir alguém chamar blush laranja de "barro", por exemplo, é só o preço de não estarmos nem aí.

E é o máximo dos máximos acompanhar essa mesma trajetória nas pessoas que nos cercam. Amigas. Familiares. Leitoras que se tornam mais próximas. E todas vocês que não dizem nada, mas estão com certeza no mesmo caminho. Que sabem que preconceito é coisa de espírito de porco, de gente que não tá com na-da. :)

E toda essa introdução foi pra falar de um email que recebi hoje, e que me deixou mega orgulhosa.

É de uma amiga muito muito muito querida, que por acaso é leitora do blog também - e nem rolou tipos convocação. Com pouco mais de 20 anos e um filho no currículo, a Thatiana (codinome raposa loira linda e felpuda) era uma dessas mulheres que morrem de medo de batom vermelho. E disse isso pra gente naquele Trendy Meeting de Niterói. Eu disse que ela era muito ridícula (porque intimidade é isso aí mesmo), e saquei o meu MAC Dare You, que apliquei com pincel na Thati, pra mostrar que essa era uma cor possível.

Hoje, finalmente, aparece a mãe do Bernardo com a seguinte foto:



Eu gostaria de dedicar essa conquista às queridas Ana e Claudinha, sem vocês eu não teria essa coragem, rs! Usei um look preto total e resolvi apostar numa maquiagenzinha retrô de batom vermelho e delineador preto. Bjos meninas!

Batom vermelho. Um pequeno grande passo pra Thati. E vocês não têm noção de como coisas assim me fazem ganhar o dia!

E vocês, lindinhas, já deixaram algum preconceito de lado por causa de dicas que receberam pela internet? Que barreira foi quebrada depois de ver alguém se jogando bonito em uma tendência qualquer?

beijocas,



ps: Barnabé, orguuulhoooo de você! :)

Adendo:
meninas, não quis dizer que a idade nos torna mais sábias, apenas mais seguras - e mesmo assim estava generalizando, pois óbvio que existem pessoas e pessoas! Tem gente que nunca sai da adolescência, tem gente que já nasce velha, tem gente que tem problemas sérios, tem gente que acha um barato ser fiscal da vida alheia, etc. Essa questão da idade foi colocada apenas em relação a uma (ainda que relativa) aceitação de quem a gente é, e, consequentemente, a um certo desprendimento dos tabus (que rosa é brega, vermelho é promíscuo, preto é emo, marrom é vó, e por aí vai). Essa revisão de conceitos é coisa que acaba acontecendo com a maioria das pessoas com o passar do tempo. Mas não é regra, infelizmente! :s

40 comentários

Oi queridas! otimo saber q com um pouco conseguimos trasformas as pessoas! isso que vale ne? se sentir bem em primeiro lugar!

Sei que ando meio sumida mas voltei!!rs

Amanha vai entrar um promo no meu blog e estou passando para te convidar para participar ok??
Espero vc por la!

Beijos Bru

Essa semana estou de esmalte roxo (Nicole da Impala). Preciso dizer mais????
E sigo repetindo o mantra:
"compre baton; compre baton...", kkkk!
Bjs, lindonas!!!

Consegui, com um certo esforço e insistência, vencer meu preconceito contra iluminadores e bronzers. Como tenho a pele oleosa, ODEIO brilho, e passei a vida inteira tentando deixar a pele o mais mate possível.

Aceitar que o brilho do iluminador é diferente do brilho da pele oleosa, e vencer o medo de ver meus poros grandes e brilhantes foi difícil. Foram muuuuuuuuuuuuuuuuuitos produtos testados, e depois de um tempão eu consegui descobrir UM que deu um resultado legal. E eu tinha decretado que aquela seria a última tentativa... Salva pelo gongo!

Os bronzers sempre me deram a impressão de rosto sujo, como se eu tivesse acabado de andar por uma estrada de terra atrás de uma caminhão, sabe?
Nesse caso, a descoberta que fez a diferença foi o pincel adequado de contorno. E um bronzer mais claro, apenas um pouco mais escuro que o tom natural da minha pele.

O batom vermelho eu ainda não consegui abraçar... Minha boca é pequena, fina. Acho que o vermelho acentua isso, e tenho pesadelos só de imaginar o batom escorrendo ou sujando os dentes.
Tenho, sem brincadeira, pelo menos uma meia dúzia deles, que só "testo" em casa. Não tenho coragem de usar pra sair. :-(

Noossa! Adorei!
Como ela, tenho muitas amigas nos blogs, e numa comunidade no orkut chamada " TUDO SOBRE BELEZA!
Muita coisa mudou em mim tb!
Eu por exemplo, sou dançarina, e sempre me maquiava estilo boneca de porcela(pele perfeita, olhos bem feitos...),sem blush!
Tinha uma agonia de blush!
Tá, hj eu uso, SÓ UM POUQUINHO, nada muito "tapa na cara". Mas é uma evolução!
Obrigada sempre!
Adoro demais isso aqui!
bjs

A idade ensina amiga, ou não...No meu casamento minha prima foi com um vestido retrô cinza, lindíssimo, e um arranjo de cabeça com voalete preto tipo "Paris é aqui" e um batom vermelho de morrer.Todo mundo vinha perguntar ( de vestido de tafetá bordado) quem era a viúva alegre que estava querendo "aparecer" na festa.A vida é assim, é difícil sair da mesmice e parar de julgar o que não se conhece.
Abrir a cabeça está tão mais fácil, acessar a internet e navegar por um mundo de novas informações que pessoas como vocês disponibilizam para todos, e de grátis, é só ter olhos para ver e vontade de agregar.É só querer.
Bjs meninas e obrigada por ajudarem a tornar este mundo maior.

Barreiras? Bom, eu de maquiagem usava (carregava na necessaire e NAO usava): rimel incolor e lapis preto Elke. TREEEEEEEEEVA, eu sei.

Dai me empolguei, com o blog das lindas Milena e Renata (o MakeuPalooza) que alem de serem minhas amigas ha um bom tempo, Milena tambem foi minha madrinha de casamento.

Entao resolvi criar vergonha na cara e ser mais "menina". Dai' pra fazer um bloguinho e mostrar os produtos gongados que eu compro por aqui foi um segundo passo.

Eu ainda nao passo batom usando pincel, nao uso curvex (MEDO!) mas quem sabe um dia eu nao chego la'?

(outra coisa boa do mundo dos blogs de beleza: o tanto de gente legal que eu estou conhecendo!)

Que lindo esse post Má. É tão gostoso ouvir alguém falar com tanta sinceridade. Eu, antes de ser leitora assíduo dos blogs, não usava quase nada, não sabia fazer makes e tinha até medo de usar batom, achando que maquiagem era só para casamento. Absurdo!!! Hoje já posso olhar orgulhosa para o meu primeiro batonzinho vermelhão e meu curvex graças à vocês que fazem esse blog. Impossível não se animar e arriscar uma makezinha depois de dar uma passada por aqui. Acho também que com a idade a gente vai ficando mais segura, porque não tem aquela coisa de adolescente que vc falou, porque principalmente na escola tem o fato ser aceito pelo grupo e apontar para o que eles julgam ser diferente. Bjinhos pra vcs.

Adoro esses post mega bem escritos de vocês :P

O que eu mais mudei foi começar a usar batons até agora, alguns mas chamativos, rosa mais forte, mas ainda não cheguei no patamar vermelho hehehe

Usar rímel até deixar os cilios bem levatadinhos e aparentes ra uma coisa que eu também não fazia, e agora não vivo sem1
Vivendo e aprendendo né

Beijos!!

Minha maior conquista foi ter coragem de usar muitos tons de rosa, até os mais intensos, o que antes eu achava "Brega"...vê se pode. Graças as meninas do Trendy e as dicas phynas da Marina, do 2Beauty, resolvi explorar meu lado colorido, e vem dando muito certo, qndo me maqueio meu marido fala que fico com cara de mulher feliz...querem coisa melhor??? Obrigado sempre meninas!

Nossa..desde que criei meu blog já deixei algumas barreiras serem derrubadas:
- esmalte colorido (só usava francesinha)
- batom colorido (só usava nude)
- sombra colorida (vai, confesso que ainda uso muito marrom e pérola, mas já arrisco um delineador colorido)

é bom quebrar tabus! heheheh

Minha vidinha foi meio diferentinha desde cedo... na adolescencia eu era a menina que cortava o cabelo bem curto, quando todassss as amigas tinham um cabelão na cintura... eu sempre gostei de ser meio diferente. Mas mesmo tendo esse tipo de personalidade, tb existiram pré-conceitos a vencer... O batom vermelho que sempre achei maravilhoso à pouquissímo tempo que acreditei que eu conseguia... e fui!!! MAs não é sempre que tenho coragem de sair por aí com o bocão que Deus me deu super vermelho... Ainda me arrumo toda e 15 minutos antes de sair, troco tudo e coloco algo bem basiquinho com medo de errar... Mesmo aos 30 tem dias que não estou tão certa da minha imagem... Pra mim, o look vai do dia;rsrrs Quando a tpm paira sobre mim é quando uso as "coisas" mais ousadas...rsrrs Já estou surtando mesmo... Que custa se "aproveitar" da situação e ousar um pouco mais??? Adorei o post meninas!
Bjão

Meu Deus! Como mudei depois que começei a acompanhar blogs de maquiagem! Eu sempre tive medo de aparecer demias ou de chamar muita atenção, por isso achava um absurdo sair de casa maquiada para ir para a faculdade, por exemplo. Pintar a unha de vermelho então!? UM absurdo!!!! Ficava olhando aquelas que tinham coragem e não estavam nem aí e tinha até certa inveja, mas não tinha coragem...
Foi só começar a ler blogs como o twins que mudei! Não saio de casa sem maquiagem e odeio unhas clarinhas! suahsuahsuahsuha
E fiquei muito mais segura e confiante depois disso!
Por isso eu agradeço muito a pessoas como vcs que nos ajudam com os seus posts!

Bru, depois eu passo lá!

Rê, vc me deu uma idéia de esmalte pra essa semana! rs

Milena, eu não uso nem bronzer nem iluminador, por pura impaciência... rs Vou tentar achar um vídeo q ensina a passar batom vermelho em lábios finos e mando pra vc.

Flavinha, eu tb comecei assim, linda. Minha geração é a do rímel + gloss. Mas hoje em dia não tem nada que eu ame mais que meus blushes! :)

Giovana, duas coisas: vc lembrou muito bem, nem todo mundo aprende a se desfazer dos prconceitos com o tempo. Tem gente que nasce velho mesmo, sabe, e prolonga a adolescência nesse sentido. A segunda coisa: vai ver q pra essas mulheres do casório vestir aquelas roupas representa uma revolução, nem q seja pela escolha das cores. Mas bom gosto é aquilo, tem gente que nunca vai ter - e uma vez q isso é questão de ponto de vista, imagina! rs

Fodali, minhas amigas tb estão dando mais atenção a essas coisinhas, mas ainda me consieram super freak, é claro. :)

Célia, isso mesmo, flor, rola a questão da segurança mesmo. Claro que isso depende de uma série de fatores, e cada um evolui de uma forma né, mas a tendência, de uma forma geral, é quebrar tabus com a idade. :)

Pauline, brigada!

Carol, eu tb tinha um mega preconceito com rosa. Mas passei o começo dos meus 30 totalmente histérica, tudo tinha q ser rosa! hahaha Mas já me "refiz". Agora uso rosa "também", e não "apenas"! rs

Tamila, se for pro nosso bem e não for fazer mal pra ninguém, é sim, óteeeemo quebrar tabus!

Bruna, a gente sempre tem uma barreirinha pra quebrar, né!

Nati, you go girl!!!!

beijos, amorecas, e obrigada pelos comments!

Adorei esse texto. E o mais engraçado é que se eu voltasse no tempo falaria a mesma coisa. rsss
Beijocas e o make ficou mara!

Adorei o "fazer um bem", afinal de contas hoje em dia tem tanta gente desocupada que dedica horas de sua vida tentando prejudicar os outros e desejando o mal alheio, não é mesmo?
Beijinhos!
Michelle

É um medo pessoal bobo que temos, porque ela ficou muito linda!

Infelizmente vermelhos e vinhos eu ainda não consigo, mas ao frequentar o blog já perdi um medo de 20 anos! Usar batom!
Sempre tive boca de "jolie" e com isso até gloss deixava de usar porque achava que ficava bocuda demais. Depois comecei a ver cores lindas, comprei um 38 da natura e me apaixonei! Depois começaram a vir outros tons, tipo café com leite, uns nudes mais coloridinhos. Até um tipo snob já usei! nem acreditei!

Fora que também me permiti ousar, fazer um look vermelho e amarelo e usar mesmo, sair tanto dos neutros! E cá entre nós? Eu confesso que hoje eu me sinto maravilhosa e confiante pra sair na rua, quando acabo a maquiagem, a sessão de cremes eu me sinto belíssima. E isso vale tudo não é mesmo?

beijos minhas queridas!

Eu venci a barreira do blush, rsrsrs!
Achava q ficava over, q bastava usar em produções mais elaboradas e pronto. Mas o q mais me incomodava era pq quase todo blush nacional tem brilho e ficava morrendo de vergonha de usar durante o dia e até achava q o blush poderia "brigar" com as sombras cintilantes, rsrsrs!

Aí fui aprendendo a escolher melhor, como aplicar e hoje eu adoro! Em breve vou investir nos blushes MAC.

Beijos!!

Eu acho demais também! Eu também era uma pessoa que morria de medo de batom vermelho e hoje em dia uso sem problemas. Tinha medo de delineador carregado e cílios postiços (última conquista). Comprei um par, apliquei e saí, e pra minha surpresa, meu namorado e minhas amigas adoraram! Recebi até elogio do moço do moto táxi hehe
E cada conquista é uma felicidade!

beijooos! *;

Meninas, aprendi que devemos ousar sim!
No meu caso, 3.8, muitas dizem que não pega o visual bolsinha do macaquinho (Kipling). Adotei o estilo, uso a bag com meu note, a entrelaçada, e, faço o maior sucesso sim, pois sou muito esportiva junto ao meu filho de 6 anos. Não fiz botox, pois tenho um visual legal na minha opinião, e, é isto que vale, vontade de viver, de ser feliz.
Beijos ...
Eliana.

Ana Carolina Santana   says 13 de julho de 2009 13:54

Nossa, nesses nove meses que eu comecei a acompanhar blogs de beleza, mudei mto. Primeiro, me livrei de uma coisa: IGNORÂNCIA. Eu não me maquiava por desinformação, não saber mesmo o que tinha q usar, como usar e o q poderia ser usado pra melhorar. Ainda tenho mtos problemas a serem resolvidos (tenho acne de adulto, o que deixa a minha pele mto manchada) mas já sei como usar corretivo da maneira correta. Aprendi q para meu tipo de pele, um pó-base mineral é a melhor coisa... nossa, agora posso dizer q sou gente!

Outra coisa: antes, meu estojo de maquiagem tinha somente um rímel preto, um transparente, lápis preto e UMA palette de sombras (branco, preto, cinza e terracota). E além disso, só usava de vez em quando... Passados estes nove meses, já comprei um sem-fim de sombras (verdes, azuis, roxos, lilás...), blush (ainda ambiciono um MAC mas não posso comprar ainda), bases, corretivos, pincéis, gloss, solução de limpeza de pele... nossa uma revolução. Mas ainda tem coisas que quero comprar: um bronzer, mais pincéis, mais blush (um laranja seria ótimo). Até do cabelo eu melhorei: comprei a linha da Loreal Professional e ando desfilando com madeixas lindas!


Enfim, agradeço a vcs (e à Marina do 2Beauty e as meninas do Shampoo de Laranja) por me mostrar como posso ainda ser vaidosa. Mesmo chegando perto dos 30... antes tarde que nunca!

Eu não usava blush de jeito maneira, nem no meu casamento usei, hoje não saio de casa sem, nem que seja um bronzant para dar uma corzinha de saúde!

Eu criei um blog para me motivar e passei também a frequentar muitos outros.
Além de conhecer pessoas queridas, estou aprendendo agumas coisas, como usar sombras escuras, esmaltes diversos e principalmente a encontrar um pouquinho da autoestima e amor-próprio.

Beijos

First of all, estou a poucos dias dos 38 e aqui eu principalmente reafirmei que nós somos tudo e podemos tudo com essa idade. Eu amo ter a cara que eu tenho e tenho orgulho da minha idade!
Não preciso andar descabelada ou desgrenhada porque tenho mais de 30, e o melhor, a maquiagem cai mais natural em mim, afinal, adolescente não precisa de base, né!
Comecei a usar blush, não tinha nenhum! Não tenho muitos, até porque não consigo abrir vários cosméticos da mesma categoria ao mesmo tempo, tenho uns 5, sendo 2 num tom de terracota que vou acabar abrindo mais cedo por conta do post do novo blush da Nars que a Vivi fez - aliás, comentário infeliz o do barro... Basta pergunta pra qualquer make-up artist qual a cor que toda mulher deve ter e ele dirá: terracota, mas, a ignorãnci atá aí, ao alcance de todos...
O que consquistei mais... acertar na maquiagem, tirar foto e parecer ryca e phyna que nem "as moça da revista"! Amo!
Keep shining ladies!

meninas, não aguentava ver batom rosa, achava totalmente barbie, ou caixa de supermercado, até que to aqui com meu power da nyx cheguei e me achando linda. hahahaha! antes de seguir o blog já tinha superado barreiras da make, sendo que aos 15/16 anos so tinha usado lápis de olho e corretivo (nao nas olheiras, na boca mesmo hahaha), mas a partir dai foi delineador, batom vermelho, smokey eye, iluminador e tudo oque tenho direito. acho legal arriscar até pra entender o que cai bem em cada rosto, o exemplo da thatiana, bizarro pq ficou LINDO. caiu lindamente com o formato do rosto dela, ta vendo.

parabens gemeas!

Como disse a Ana Carolina, tb não me maquiava antes por desinformação.
Tinha pouquissimo itens, q só usava pra festas.
Hoje, não saio de casa sem pó, corretivo e blush!
Uma vez li alguem falando q saía de casa sempre com essas correçoes minimas, tanto por se sentir bem tanto em respeito ás pessoas q iam olhar pra ela na rua!
Concordo plenamente!
Eu não gostava de batom, pq sempre achei minha boca muito grande, mas hoje.... Amo batons chamativos, tenho vários rosas choque, laranja e coral. (batom vermelho não tenho nada contra só acho muito "sério" pra mim!)
Só ainda não gosto de bronzers, sei lá, não gosto de como a minha pele fica branzeada nem de forma natural, nem de forma artificial!

Nas roupas e unhas sempre gostei de "ousar" mais, nuna usei esmalte claro na minha vida, tenho esmaltes azuis ha muuitos anos e sempre me vesti de forma bem diferente dos meus amigos praianos cariocas.

Acho q o se sentir bem consigo mesmo ehh o principal ganho q tive desde começei a ler esses blogs de beleza e moda.

Tipo, heje tenho 19 anos, mas quando tinah 16, achava ridicula uma garota da minha turma do colégio q dizia q se maquiava todo dia(pelo visto retoques simples e bem feitos, pq ela teve de me dizer q tava maquiada). Hoje, me vejo com o mesmo comportamento dela!

Outra coisa q me chamou atenção ultimamente, minha mãe se arruma super bem, mas ehh um pouco mais classica do q eu, porem mais moderna q a maioria de suas amigas. Sai com ela ontem usando aquele batom grape da avon, um rosa beeem forte e ela disse q quando fazia faculdade usava direto um batom bem parecido com aquele!

Olá Má,
Adorei seu post, estou tbém virando o cabo da boa esperança, e estou nesse estágio, pintando minhas unhas da cor que quero, usando batom que quero, usando e abusando de lenços, coisa que antes nem imaginava fazer, cansei que me preocupar com o que os outras iriam achar , afinal quem pg minhas contas sou eu, claro que temos que ter bom senso , mais temos que sair da nossa zona de conforto com certeza as vezes ousar mais. Bom dps de muito ler e ficar viciada em blogs e maquiagem, meu cartão que o diga, resolvi criar um blog, moro aqui em Cuiabá-MT, e nunca li um blog de ninguém por estas bandas , portanto quero representar as mulheres cuiabanas, quero convidar vcs a visitarem meu humilde blog, o endereço é esse:
www.divaesuasfilhas.blogspot.com
será um prazer receber vcs lá
bjs

Gostei do texto. Gostei mesmo. Mas acho que ampliaria essa análise. Não somente no visual, devemos deixar de rotular tudo, livrar-nos dos preconceitos que a vida nos encarrega de colocar na nossa frente.
Ousar também em comportamento e reavaliar nossos ideiais sempre é uma forma de crescimento.
Análises como essas são ótimas, e vemos como mudamos em tudo. Somos metamorfoses ambulantes, e adoro isso!!! Ainda bem!!!!
bjs Kelly

Ninah, eu tinha MEDA de mulher perua, e olha eu aqui! RS

Michelle, que bom que vc gostou do post. E eu prefiro mesmo adicionar, viu. Tb não curto esse tipo de comportamento.

Jessica, inspire-se na Jolie e coloca o bocão pra ser visto! A minha não é mega carnuda como a dela, mas se fosse, ui, ia achar que tava no lucro, sempre! É muito bom a gente ter essa rede de ajuda pra dar um “improve” na auto-estima, né!

Aline, eu uso brilho nas bochechas numa boa. A única coisa que não sou muito fã é de glitter, pq acredito que não fique legal em mim. :)

Sarah, o máximo é receber elogios dos homens, né, pq eles não entendem absolutamente nada de make, se dizem que está bonito é pq está mesmo! rs

Eliana, vai muito do estilo, né. Eu tenho uma bolsona de viagem rosa salmão, da Pucca. Atóron!

Ana Carol, isso mesmo, a gente precisa é de informação. Não passa um dia sem que eu aprenda alguma coisa nos comentários, emails, ou outros blogs. Isso ajuda muito!

Pri, amoooo blushes. Eles tornam meu dia Pink. Às vezes tô baixo astral, vou pro espelho, passo uma corzinha nas bochechas, e pronto. Alivia! rs

Ju, acho que essa é a função mais importante dos blogs de belê.

Rê Sabino, às vezes a pessoa faz um comentário na brincadeira, né. Mas a gente não tem como adivinhar. :s

Christine, eu tenho todos os batons rosa que vc possa imaginar! E a Thati ficou lindona mesmo, né. Ela parece uma bonequinha, mas o batom deu poder...

Nina, vc tem um estilo muuuitooo legal, e é linda! Não tem boca grande nada, tem lábios carnudos. Novinha assim, e com uma mãe vitaminadíssima dessa, pode brincar à vontade!

Rosana, a gente tem que parar de se preocupar com o que os outros pensam. Bom senso é algo muito particular, né, no fundo todo mundo acha que tem (he), mas quando a gente se sente bem, os outros que se danem. Poxa.

Kelly, então, eu falei da questão da imagem no sentido de ousar mais pq esse é o objetivo do blog. Mas sem dúvida um mundo sem preconceito NENHUM seria muito melhor. Sou totalmente do viva e deixe viver.

Beijocas!

Nossa, lendo os comments vi que aprendi outras coisas tb. Eu usava blush nos anos 80, depois acho que peguei neura (já que a maquiagem nos 80 era muito marcada) e segui o caminho inverso.
Alguém aí disse que não usou blush nem no casamento e, lembrando agora, acho que eu tb não!!! Nem lembrava disso.

Hoje eu uso, mas é algo bem recente. Peguei paixão principalmente pelos blushes em creme, embora ache que para a minha pele os pós sejam a melhor opção.

Curvex foi algo também de que só virei fã quando encontrei o Shu... Antes do blogs, nem imaginava que um podia ser diferente do outro.

Vixi! Eu que era um moleque até alguns (poucos) anos atrás, agora sou uma diva. Encaro batom vermelho-incêndio-numa-Ferrari, blush com brilho, esmalte trilouco (antes eu usava só base e na marra) e recentemente comprei uma sobra verde-jade que ainda não usei mas que não me assuta. Quando vejo alguma indicação legal aqui, me animo a testar uma coisa diferente. E fico muito contente com o resultado. Até já me conformei que não sou um corpo de uber-model com rosto de estátua grega - aprendi que também sou bonita, mesmo sem ser perfeita, e agora estou aprendendo a ficar ainda mais bonita com os truquezinhos que aprendo aqui.
Parabéns pelo site ótimo!

Confesso que achava batom pink ou muito rosa super estranho... depois de ver algumas resenhas sobre o Pink Nouveau da MAC, me apaixonei pela cor! mais uma barreira ultrapassada! ameei o post!
bjuuuuu

Eu agora acho possível usar esmaltes coloridos.
Acho fantástico sair e tascar no minimo um pózinho, rímel e gloss! rs

Acho maravilhoso usar uma sombra colorida verde-agua e ter + de uma cor de blush. Um dia estar com a pele da branca de neve e outro ser uma deusa dourada vinda do Caribe! rs

Idade não é a contada e sim o que se passa na vida. Eu acabei de fazer 22 anos rs

modéstia a parte, depois que eu comecei a ler o blog eu fiquei mais bonita. e masi interessante, porque passei a me cuidar mais. Venci a preguiça e passei a usar filtro solcar todos os dias, daí p corretivo foi necessidade, depois que minha filha nasceu, e o pó super necessário para segurar o brilho do filtro, e o blush pq ajoelhou... reza ne! e agora minhas unhas esáo sempre cuidadas porque eu descobri que é possível pinta-las mesmo a meia noite...
e eu descobri amizades, reativei contatos, estourei o cartão (opa!)
e na minha onda, minha mãe agora tb se arruma mais, o que deu uma levantada na auto-estima dela. e mostrando que a gente se cuida e se gosta, mais gente começa a gostar da gente, se interessa...
eu leio o twins religiosamente, assim como o VNF e o 2beauty, porque acho que os t"^es se complementam e reativar esse lado "mulherzinha" ajudou para que eu não me "perdesse"na confusao "maternidade-e-faculdade" (período integral, gente é um sufoco) e com dicas simples e fundamentais eu vi que cuidar de mim faz bem p mim e para todo mundo que gosta de mim...

(e passei a usar batom vermelho, para ir na padaria, de dia... afinal pq não?)

Beijos, twins, como eu já disse outras vezes, vocês moram no meu coração...
e se eu não tivesse vindo passar férias no fim do mundo ia marcar logo um almoço com a Má!!

Hahahaha, fala sério...perdi as contas de quanto esse blog já me fez gastar por, simplesmente me mostrar coisas diante das quais entoo meu mantra: "puts, como pude viver sem isso até agora?"
Além da religiosidade dos cuidados com a saúde da minha pele (limpeza adequada - e não com sabonete no banho - tonificação, hidratação e FPS),o Treny Twins me ensinou a PESQUISAR (nunquinha que eu pesquisava sobre cosméticos e produtos de beleza....acha? Quanto dinheiro mal gasto...).
Entendi o poder da maquiagem qdo passei pelas mãos de um PUTA profissional , aí, querer fazer em casa aquela mágica foi mera consequência.
Só que, como nunca havia reparado, parecia praticamente impossível reproduzir o que Lili Ferraz fez comigo.
Aos poucos aqui fui aprendendo, investindo, consumindo.
Comprei por impulso, "muquiraneei" (gente, resisti horrores a comprar o primeiro pincel decente. Puts, quando comprei, descobri o motivo do preço alto deles...Fazem TO-DA a diferença num make), me arrependi, acertei e, errei.
Hoje, faço uma semi - mágica, mas, com prática, paciência e mais das dicas de vocês (autoras e leitoras) eu chego lá!!!!
Beijo!!!!!

Ai, esqueci...
Tathi, esse batom nasceu pra vc!!!!

Um post digno de blogueira.

Ops! De blogueira para blogueiras!

Primeira vez que comento? Ai, não lembro!

Mas sei que gosto daqui! Isso eu sei!

Annina.

ela é a cara da uma thurman, uh!

Milena, lembrei do dia do encontrinho lá na Dermage, o Denis, maquiador, falou de passar blush bem pouquinho, esfumado, pra fazer a rhyca. No intervalo, pego o blush rosa (que é a coisa mais linda que já vi) e tasco no rosto até ficar Sandy. Sabe quando vc não consegue parar? Ele passou, olhou, arregalou os olhos, mas não comentou nada. Deve só ter pensado: "Deusssss"! hahaha

Badá, maquiagem tem esse poder de fazer a gente se desligar do desejo do corpo ubermodel, né!

Dayanne, eu devo ter batons em quase todos os tons de rosa pink! :)

AC, se vc já está nesse "nível" com 22, NINGUÉM te segura! Nessa época eu era quase uma Janis Joplin!

Lê, depois "daqueles emails" já me sinto a íntima! hahaha O almoço ainda sai, viu. Dona Rê Sabino mora bem mais perto que vc, e tb tá me prometendo há anos.

Aninha, vcs vivem "acusando" a gente de fazer vcs estourarem o cartão, mas olha só: a gente estoura o nosso pra vcs poderem comprar conscientemente! hahaha

Annina, acho que foi a primeira vez, sim! :) beijim e que bom que gostou!

Christine, não é que parece mesmo... Ela não tem os olhos arredondados da Uma, mas do nariz pra baixo é muito parecida mesmo! :)

beijos meninas!

Bom... Ainda preciso vencer a barreira da tinta de cabelo... Não consigo achar cor nenhuma que me encante ao ponto de fazer a tal da coloração, ou se encontro, perco a motivação rs...

Espero não pintar meus cabelos somente quando os fios brancos aparecerem...


Barreiras superadas:

*Curvex
*Delineador colorido (Lushooo!)
*Esmaltes em tons de rosa, vermelhos... (só usava marrons)
*Batom mais ousados.

Acho que é isso.

Beijos, girls! ;D

Carol de Assis   says 14 de julho de 2009 15:32

São blogs como o seu (e o 2Beauty, e o Ranking de Cosméticos, e muitos outros) que me fizeram descobrir o maravilhoso mundo da maquiagem. Quando você falou do seu encontro com a 'Má adolescente', ri muito, porque esses dias pensei que se encontrasse a 'Carol adolescente' ela também ia ficar desconsolada: 'Você se tornou uma mulherzinha!' Sim, me tornei uma mulherzinha. E estou muito feliz assim. E eu só tenho 22 anos! Quando tiver meus 40 vou ser uma perua, sem dúvidas. :)

Ainda tenho que superar a barreira do batom vermelho. Acho lindo, luxo, poder, tudo! Mas ainda não tive coragem de usar. Semana passada eu comprei um e dois dias depois ganhei outro, e estou ensaiando sair com ele na rua: passo em casa, pra ir me acostumando. Mas um dia eu chego lá! :)

Beijos pra vocês e keep up the great work!

Postar um comentário

2010 Trendy Twins - todos os direitos reservados Desenvolvido por Projecto Comunicação