usuários online
 
 
 
Fashion Import
 
http://trendytwins.com.br/img/imagens/tit_girls.jpg
Faça parte desse grupo

Bad Beauty News  

Categoria(s)

por Vivi




Cosméticos, como cremes de beleza e xampus, passam a ter alíquota de importaçõ de 36%:

http://veja.abril.com.br/noticia/economia/produtos-beleza-ficam-mais-caros-retaliacao-aos-eua-538538.shtml

http://www.gazetadepiracicaba.com.br/conteudo/mostra_noticia.asp?noticia=1677685&area=26050&authent=E8AD9EB605426399ECA9A2163322AE

http://economia.estadao.com.br/noticias/industria-nacional-preve-impacto-reduzido-de-retaliacao-aos-eua,not_8089.htm


O resultado imediato disso é que comprar no Brasil vai ficar bem mais caro. E comprar fora daqui e tentar passar pela Receita ficará mais difícil ainda.

A pergunta que não quer calar, irá a indústria nacional nos oferecer a qualidade dos importados ou teremos que nos "contentar com o que tem"? E quem só consome produtos nacionais, não se anime, o aumento vale para vários tipos de matéria prima também.

Aguardaremos as cenas dos próximos capítulos.

Vivi

31 comentários

depressivíssima neste exato momento!

Acho isso um absurdo! Uma série de outros produtos que poderiam ter taxas muito mais altas e não têm. Governo é burro, né? Além de não incentivarem o mercado nacional para o desenvolvimento de produtos melhores, ainda dificultam o acesso aos produtos de uma qualidade superior. Desse jeito, as marcas nacionais não se motivam a ser competitivas, uma vez que a maioria esmagadora já não tem condições de comprar os importados e agora então, terão menos ainda. Quem não tem acesso ao melhor se contenta com o mais ou menos, mesmo. E assim caminha nosso governinho...

Janaina Szykman   says 9 de março de 2010 09:52

Não é de hoje que todas reclamamos dos preços das coisas por aqui, seja pelo $ dos importados, ou pela qualidade ainda que boa pero nem tanto dos nacionais... É nessas horas que me lembro que moro na América do Sul, "3º mundo", etc...
Li um dia desses que o Brasil é o 2º maior consumidor de cosméticos do mundo, imagino que o povo do governo quando leu isso pensou que estava ai uma boa oportunidade de arrecadar mais algum...

Ai meninas... eu sinceramente espero que os EUA apresentem uma boa proposta de acordo ao Brasil, para que essa retaliação não ocorra... vamos torcer!
Bjos!
Carlinha

Já que não tem muito pra onde correr, oa anjos iluminem a mente das moçoilas que trazem de fora pra gente para que elas não aumentem seus preços, pq aí... Aí vou ter que começar a usar sabao de coco

Pois é... Semana passada fui ao Vila Lobos comprar a loção tonica Clarificante da Clinique (que faz milagres pela minha pele) e já tinha tido um aumento. Idem para o serum pore minimizer.

Segundo a vendedora, o motivo do reajuste nos preços foi o repasse do aumento dos impostos de importação.

Pelo visto, já vem outro aumento por aí...

Comprar cosmético importado no Brasil já é caro, depois dessa então.
Não consigo entender o porquê dessas taxas. Parecem que querem desestimular o consumo, sei lá.

Gente, isso é só o começo. Preparem-se para uma ditadura comunista muito em breve, se as coisas continuarem como estão. Aí teremos muita sorte se conseguirmos comprar ALGUM shampoo.
O governo tem dado muitas evidências de estar caminhando nessa direção e, se for assim, regrediremos à decada de 60 do século passado. Brasil, ame-o ou deixe-o.
Eu já não ando comprando nada importado porque acho abusivo, vergonhoso e desonesto eles cobrarem por algo que não existe. É um aumento de preço que não traz nenhum benefício - não vem mais produto, não vem numa embalagem melhor, nada. É apenas um valor cobrado a mais "porque sim", ou seja, um jeito arbitrário de nos punir por querermos usar o que bem quisermos.
Daqui a pouco acaba a indústria privada e vamos ter que comprar cosméticos produzdos por estatais...

Apesar de sofrer com os aumentos, sou completamente a favor dessa política externa. Sério.
O Brasil é um país grande, agora estável e despontando como potência para o futuro.
Remos de ser mais respeitados pelos nossos parceiros internacionais.

E torço pelo acordo! =D

O governo toma esse tipo de medida na crença de que vai "ferrar com os gringos", mas na verdade ferra com a própria população brasileira, que muitas vezes compra o importado porque PRECISA, e nem sempre porque quer (=baixa qualidade do produto nacional, ou inexistência de similar)
Mas acham que esse governo pensa em pacote de incentivos para a indústria nacional se desenvolver?
Um hidratante tonalizado Shiseido, que no final de 2008 custava 129 reais, já está custando 217 reais, sem razão aparente. Imagine a partir de agora.

E essa notícia "ótima" ainda saiu bem no dia Internacional da Mulher! rs Valeu!
Com certeza vai ficar muito mais difícil comprar produtos importados. E infelizmente temos que admitir que eles são de melhor qualidade se comparados com os nacionais.
É torcer para que o impasse se resolva de uma vez!

Bjs!

Ahh q notícia ótima né, afinal a gente já paga tão pouco imposto, a nossa saúde pública é tão boa, a educação é tããão boa..q povinho + reclamão esse.. é pra prestigiar a industria nacional gente, é esse tipo de ajuda q o nosso maravilhoso governo da pra industria nacional, ao inves de abaixar a carga de impostos das industrias, sobe a taxa de importação.... viva a Braza!

Ai que tristeza... por essas e outras que eu vou embora daqui logo logo

temos que fazer um boicote! uma manifestação!

Cosméticos AMERICANOS, por causa de uma situação bem específica - situação essa por sinal apoiada pela OMC (nada a ver, portanto, com "ditadura comunista"). A maioria dos cosméticos que a gente importa, felizmente, é da Europa.

Rico vai continuar comprando no exterior.

Pobre vai continuar a não comprar produtos importados.

E a classe média se f*deu, como sempre acontece no Brasil.

Não acredito!!! estava só esperando meu shampoo da redken chegar na metade para pedir mais um... buáaaaa

Desculpa o meu francês, mas que coisa ESCROTA!

Tá virando paisinho comunista mesmo isso aqui, estamos andando pra trás. Bora proteger a "indústria nacional", mesmo que ela não invista em pesquisa, não use matéria prima de mesma qualidade e não ofereça os mesmos produtos.

E se engana quem pensa que esse protecionismo arcaico vai mudar isso. Empresário brasileiro, em sua maioria, quer dinheiro RÁPIDO e FÁCIL. São poucos que, quando a margem de lucro aumenta, investem mais em pesquisa e melhoram a qualidade do produto.

O que a gente vai ter são os mesmos produtinhos, mas sem a opção de comprar um melhor por um preço que não seja absolutamente ridículo e proibitivo.
Do jeito que é, já pagamos mais que praticamente qualquer outro país.

Bora proteger o rosto com pasta d'água, protetor solar importado pra que?

Apesar de não ter gostado de saber que essa atitude vai aumentar os preços dos cosméticos americanos no Brasil, ainda assim apoio a retaliação brasileira.
Para quem não saber, os Estados Unidos subsidiam os produtores de algodão de lá, para que eles possam vender para todo o mundo num preço muito baixo, dizimando a a concorrência.
O Brasil achou injusto e recorreu à OMC para dirimir a questão. Após todo o devido processo legal, o Brasil ganhou a causa e o direito de retaliar os EUA.
Talvez não tenha sido a melhor escolha de produtos (num total de 112), mas também deixar tudo como estava era ruim para os produtores brasileiros de algodão.
A OMC existe para deixar as regras de mercado o mais justa possíveis e não no laissez faire.

Pedro

Sim, produtos americanos. E daí? Uma retaliação cruzada, que joga o pato pra ser pago em cima de vários setores que não têm nada a ver com o problema original.

O Itamaraty é uma piada. Não é isso que vai fazer o Brasil ser respeitado nem avançar. Isso só faz, no final das contas, a corda arrebentar do lado mais fraco. Pra variar.

Mas enfim...

Essa notícia me deixou pasma, porque é um passo pra trás sim. Como alguém que já esteve por alguns anos dentro da indústria cosmética nacional, meu palpite é que tudo volta a ser como d'antes... A concorrência nesse business é o que mais nos faz ganhar como consumidoras. esse protecionismo infelizmente nos coloca mais uma vez na contra-mão... shame...

bora usar os msms produtinhos de qualidade tosca . se aumentassem os impostos e melhorasem alguma coisa como a educação publica , saúde , até teria um lado bom da coisa , mas nãããoooo , continua td a msm b*sta ¬¬'

Milena, a retaliação foi aprovada pela OMC. Será que é coerente se irritar com uma medida LEGÍTIMA só porque ela afeta você pessoalmente?
Pelo amor de Deus...

Eu concordo com a medida, sim. Quem leu a notícia viu que os EUA subsidiam o algodão produzido por lá e com isso os exportadores brasileiros saem no prejuízo. Não foi uma medida tomada assim de uma hora pra outra, mas foi ponderada e aprovada por um órgão internacional, a OMC. A grande maioria dos produtos que tiveram aumento na alíquota são, a meu ver, supérfluos ou têm correspondentes brasileiros. E isso não vai durar pra sempre - pelo que entendi o total do valor ao qual o Brasil tem direito é 820 milhoes de dólares, entao quando essa quantia for alcançada encerra, é isso? Enfim, sendo ou não, o fato é que isso fez com que o governo americano se mobilizasse pra tentar um acordo com o Brasil - em outros tempos ninguém se moveria pra algo desse tipo porque até então o Brasil nunca tinha sido levado a sério. Acho esse um dos grandes méritos deste governo, a mudança de imagem pela qual o Brasil passa, de uma maneira muito positiva e séria, sem ser mais apenas a terra do carnaval.

E me desculpem, mas o exemplo que deram aí pra cima me deu nojo. Primeiro a pessoa fala que tem gente que compra produto importado porque PRECISA (concordo, há casos de doenças, comidas especiais e não sei o que mais), depois dá o exemplo de um hidratante tonalizante Shiseido. Não sei se foi a intenção ao escrever, mas as duas coisas ficaram relacionadas e tudo o que eu pude pensar depois de ler o comentário foi: quem diabos NECESSITA de um hidratante Shiseido pra viver? E aí eu penso: quem precisa realmente de maquiagem pra viver? De cosméticos em geral? Se cada um puder abrir mão por um breve momento de um luxo, aí sim talvez as coisas melhorem para todos de forma geral. (E não estou sendo nacionalista, mesmo porque eu estudo nacionalismos e eles são uma grande construção, estou falando do mundo como um todo, gente!)

Enfim, fiquei chocada com o mundo de comentários egoístas por aqui.

Anônimo

Nem tudo que é legítimo é justo. Poderia te dar mil exemplos de "medidas legítimas" e absurdas, mas não vem ao caso.

A medida não afeta a MIM, afeta várias pessoas. O que vc acha que vai acontecer com quem trabalha no setor de carros importados, só pra dar um exemplo?
Não adianta fechar os olhos pra globalização e pro consumo, achando que é coisa que fica só em volta do próprio umbigo, pelo amor de deus. Já foi tempo em que um país ficava bem só com o que produzia internamente, hoje as economias estão interligadas.

Hoje a gente sobretaxa produtos deles, amanhã eles deixam de importar o que é nosso. Quem sai perdendo?

Os produtores de algodão do Brasil estão sendo compensados pelo prejuízo? Vão vender mais, ou esse dinheiro vai pra eles? Os EUA estão deixando de vender algodão mais barato pro resto do mundo por causa dessa retaliação?
Mudou alguma coisa, ou só vai sobrar pra quem pode consumir produtos melhores do que os produzidos pelas empresas nacionais?

No fim das contas, sobra pra mim, pra vc, pro consumidor em geral.

Sorte se os EUA vierem mesmo com um acordo e os experts do Brasil concordarem. Porque se ficar essa guerrinha, quem tem o pau maior vai bater na mesa. E vai sobrar pra alguém. Adivinha pra quem?

De resto, seria bacana assinar o que vc fala.

Pensando bem, nem se dê ao trabalho. Tenho mais o que fazer do que bater boca pela internet. Torce pra um acordo aí, que ganha vc, ganho eu, ganham os produtores de algodão e todo mundo. Falou? Boa sorte.

Respondendo a Olivia em especial, existem sim pessoas que dependem do consumo de cosméticos para poder ganhar o seu dinheiro, eu sou maquiadora e vou ter que piorar o que eu ofereço porque as taxas sobem? Porque como está acontecendo, meus produtos estão presos na alfandega? Vou ter que oferecer um serviço não tão bom assim por causa de uma medida externa, que sim, eu concordo e admiro os cojones do governo de tomar e admiro muito, mas que aparentemente se aproveitou de uma industria que está em pico hoje em dia para ganhar mais alguns trocados ao invés de continuar no foco principal. Todo mundo sabe que a industria de cosméticos brasileira é absurdamente limitada hoje em dia, e que nem de longe é investido ou dedicado a pesquisas e a variedade como é lá fora. Agora vamos ver o que vai acontecer, (inclusive está acontecendo com tatuadores, já que agora tintas e agulhas tem de ser regularizadas pela anvisa, e somente uma marca pode ser comercializada e utilizada), os serviços de maquiagem sobem, as poucas marcas que existem se acomodam pela falta de concorrencia pesada e ainda aproveitam para subir os preços: "já que a concorrencia é tão mais cara, se a gente subir mais um pouco, que mal tem?".
A questão de não durar pra sempre em teoria seria linda se no brasil as coisas abaixassem de preço, mas como todo mundo sabe, isso não acontece, e aí, como fas?

Olha só, os comentários anônimos entraram por pura falta de atenção. Desculpem por isso. Todo mundo tem o direito de debater, mas já pedimos antes que, se a opinião for um tanto quanto extrema e espumante, por favor,use um perfil válido, porque quem considera sua opinião válida, assina embaixo.

Comentários anônimos nesse blog só são tolerados se o conteúdo for descaradamente apaixonado, dizendo que nós somos legais, liiiinnndaaaasss e que mandamos muito bem, inclusive em álgebra.

Hugo Chavez ri à toa numa hora dessas...

Bju!

E o PAVOR de morar( por enquanto) nesse país escroto que é o Brasil só aumenta.

[i]"Brazil plans sanctions on US-made cosmetics

(...)

The move is expected to hit big global US cosmetics players, especially those positioned towards the luxury end of the market, especially brands such as Revlon, Estee Lauder and Elizabeth Arden.

Brazil is an important market because in recent years it has been one of the few in the Americas to consistently record strong growth in personal care sales, even in the face of the current economic downturn.

(...)"[/i]

Fonte: http://www.cosmeticsdesign-europe.com/Financial/Brazil-plans-sanctions-on-US-made-cosmetics

Pelo visto a gente nem vai chegar a "sentir". Elizabeth Arden? Só tem meia dúzia de perfumes dessa marca no Brasil. Revlon? Não entendo de maquiagem, mas acredito que existam marcas muito similares. Estée Lauder? Ainda nem tem no Brasil mesmo. Temos poucas marcas americanas aqui, a grande maioria, além de ser de origem europeia, costuma ser produzida na própria U.E. (Clarins, Lancôme, Dior, Guerlain, La Roche Posay, Vichy, Avène, Kérastase, Biotherm, Kenzo etc). Até algumas marcas americanas, como Clinique (Estée Lauder), costumam ser produzidas na U.E.

O que acho que vai aumentar é Good Skin (também Estée Lauder) e Kiehl's (L'oréal). Mac (ainda Estée Lauder) não sei se é produzido nos U.S. ou no Canadá ou em vários países, ainda que seja uma marca de origem canadense.

Me desculpem, pessoal, mas tá rolando um Regina Duarte feelings.

Quem estuda um pouquinho mais profundamente Marx sabe que o governo Lula tá MUITO longe de ser chamado de comunista.

Aliás, o protecionismo dos EUA tem muito mais cara de socialismo (apesar de ELES terem encabeçado o consenso de Washington que estipulou as regras do neoliberalismo que eles próprios não seguem).

Sei que tem várias pessoas que trabalham com cosméticos e tal, mas também tem vários agricultores sendo prejudicados com o protecionismo americano. Eles são menos importantes, por acaso?

Acho a retaliação válida, principalmente para um país que sai invadindo outro passando por cima da ONU sob um argumento esdrúxulo que até hoje eles não conseguiram provar (cadê as armas de destruição em massa no Iraque?).

Sei que o Brasil não vai deter os EUA, mas acho que eles devem ser incomodados sim.

Depois ainda reclamam que brasileiro é bundão e não reage quando é prejudicado!
Na hora de criticar é fácil, mas na hora do vamos ver cai no se "farinha é pouca, meu pirão primeiro".

Sinceramente apóio a medida!

isso se chama comércio internacional, sou totalmente contra esse tipo de aumento porque sou usuária de cosméticos estadunidenses. Claro que eles vão apertar na ferida que dói mais para os EUA - somos os 2º maiores consumidores de cosméticos do mundo, e os EUA devem ser os primeiros eu suponho.
Estou *p* da vida com essas medidas, mas inflizmente acho que isso deve ser feito sim. Os EUA defendem a librdade disso e daquilo por todo o mundo, invade o país dos outros por causa de liberdade economica e dá SUBSÍDIOS para seus produtores concorrerem com vantagem nos negociações. É uma grande controvérsia. Querem que a China Abra as pernas mas eles também não abrem, querem que o Brasil venda barato, mas eles não vendem.
E esse papinho de comunista é coisa de quem não leu a apostila do 1º colegial direito ou tem pai militar. O Brasil é um país de economia capitalista - lucro.

Enfim, concordo com a ANA

Postar um comentário

2010 Trendy Twins - todos os direitos reservados Desenvolvido por Projecto Comunicação