usuários online
 
 
 
Fashion Import
 
http://trendytwins.com.br/img/imagens/tit_girls.jpg
Faça parte desse grupo

SOS Niterói  

Categoria(s)

por Ana Farias




Meninas, uma pausa nos assuntos fofos pra pedir uma ajuda.

Como vocês devem estar acompanhando pela tv, o Rio está sendo muito afetado pela chuva interminável dos últimos dias.

Sou uma pessoa de sorte extrema, o temporal me causou uma noite de insônia com medo da ventania (moro num local com muitas árvores), pouco mais de 30 horas sem luz, telefone (ainda) mudo, e a ansiedade por ficar tanto tempo alienada do mundo, sem tv, sem rádio, sem sinal de celular, sem internet. Piorou o fato de minha região ter ficado ilhada durante horas (dependo de uma serra pra me conectar com Niterói, centro mais próximo, e a ventania derrubou árvores, uma pedra rolou, a fiação elétrica foi destruída - mas só).

Infelizmente, o mesmo não se pode dizer de algumas comunidades próximas. Tive notícias de amigos de amigos que perderam casa, parentes... Locais por onde passo toda semana estão irreconhecíveis. Muitos deslizamentos ocorreram e ainda podem ocorrer. E é nessa hora que a gente precisa colocar em campo nossa solidariedade.

O que posso fazer é muito pouco, mas, talvez, com a ajuda do blog, possa fazer um pouco mais. E é por isso que estou escrevendo esse post.

Vários lugares estão aceitando doações de roupas, lençóis, colchonetes, toalhas, casacos, fraldas descartáveis, alimentos não perecíveis, água, e até móveis usados.

Quem puder ajudar, por favor, procure algum centro comunitário ou igreja mais próxima. Com certeza tem muita gente recebendo doações para depois repassá-las. Tem gente precisando muito de ajuda mesmo, gente que perdeu tudo o que tinha, e qualquer coisa nessas horas é ajuda.

Um dos locais que estará recolhendo doações até o dia 18 é o Plaza Shopping, numa urna localizada no primeiro piso - tudo será entregue à prefeitura da cidade, que cuidará da distribuição. O Canto do Rio também está recebendo doações.

Eu vou ajudar diretamente os vizinhos da Lúcia, amiga de uma amiga. Ela mora no Columbandê e perdeu tudo o que tinha. Quem morar perto de São Francisco e puder ajudar, posso colocar em contato com a Denise, que está recolhendo as doações.

Quem é do Rio, pode ler esse post da Aninha Carol, do HVAoff. Foi a última coisa que li ontem, antes da bateria do note ir pro espaço. Lá, muitas infos sobre onde ajudar.

beijo, gals,

Ana

Atualizando: A Lissandra deixou nos comments uma info que eu tinha esquecido: precisamos de doação de sangue também!

31 comentários

Ana, que bom que você está bem. Pensei muito em você quando soube do temporal. Vendo pela tv já é assustador, quem está aí deve estar num verdadeiro pesadelo.

Cuide-se!!!

Beijos

Aninha, bravo. Pena ver que os blogs se movimentam mais para falar de coleções de moda do que para ajudar ao próximo. Mas vamos fazendo a nossa parte, nosso trabalho de formiguinha...

Atualizei a lista no meu blog. Hoje já arrecadei mais roupas para levar ao posto aqui perto.

Beijos e força, Niterói.

to divulgando lá no blog!


vamos ajudar!
bjsss
cy

Estou longe, mas daqui onde estou posso pedir que Deus abençoe a todos, e que em breve todos estejam bem...

Beijo

Nossa, eu moro em SG.. SG e Niterói foram muito castigados com tudo isso. Estamos todos arrecadando doações de várias pessoas.

Ótimo post!
;***

EStou chocada com o que aconteceu por aí, me sinto super mal assistindo a tudo pela TV, viver isso é uma catástrofe muito grande, fico aqui pensado, puxa vida podia ser comigo, pode acontecer comigo amanhã, considerando o que temos visto nos últimos anos tudo é possível. Claro que vou contribuir sim estou em Minas Gerais mas soube que já estão se formando por aqui organizaÇões em socorro às vítimas dessa catástrofe!

Parabéns pela atitude solidária...
Danie
www.lindaecheiadegraca.blogspot.com

Eu moro em São Francisco!
Como posso ajudar a Denise?
bruneca@bruneca.com.br

Oi Ana, frisa que o Rio precisa de doações de sangue tb... o Hemorio reduziu drasticamente o estoque com a paralisação forçada das atividades no Rio.

Bjos

Acabou de ter um deslizamento de terra assombroso em Niterói. Agora a ajuda será mais que necessária, pessoal!!!

Oi Ana,
Aqui perto de casa,bem pertinho da Givanne Gronchi em S.P.,tem uma academia de ginástica recolhendo doações pros desabrigados no Rio.Pode ter certeza que vou lá levar o que eu puder,e divulgar isto aqui no prédio.
Parabéns pela sua solidariedade,e boa sorte por aí!!!
Bjs.

Tô dentro!!!
Sou do Rio (Jacarepagua), mas moro em Cabo frio, todos estamos perplexos e tristes com os últimos acontecimentos. O bairro onde meus pais moram não foi tão atingindo, mas os bairros adjacentes estao bem destruidos. Já estamos nos organizando aqui em C. Frio para ajudar a quem precisa.
Lindo gesto!!!
1000 Bjks,
Carol

Meninas, obrigada pelos comments! Beijos para todas!

Ana Carol, linda, é mais fácil falar de cores do que de tragédias, linda. Compreensível...

Bruneca, vou passar seu email pra ela. Obrigada!

Sou de Niterói também, estou muito triste e tensa com essa situação, e acabou de ter outro desabamento... vamos rezar e pedir a Deus que conforte todos aqueles que perderam entes queridos.

Bjos

Guadalupe

Meninas, recebi está lista de postos de doação por e-mail ainda agora e estou repassando como posso. Parabéns pela iniciativa!
Bjs cariocas.

Prefeitura inicia campanha de arrecadação para desabrigados das chuvas
A Prefeitura do Rio anunciou no início da tarde desta terça (6), uma campanha de arrecadação de donativos para auxiliar a população desabrigada após as fortes chuvas que atingiram a capital nesta madrugada.
Organizada pela Secretaria da Ordem Pública e da Guarda Municipal, a ideia é arrecadar colchonetes, alimentos não-perecíveis, água, além de roupas para serem doados aos necessitados. Ao todo, dez unidades da Guarda Municipal receberão os donativos.
Veja os endereços dos postos:
· Centro: no Centro Administrativo São Sebastião (sede da Prefeitura -
Rua Afonso Cavalcanti, 455, Cidade Nova)
· São Cristóvão: na sede da Guarda (Avenida Pedro II, nº 111)
· Botafogo: na base operacional da GM-Rio (Rua Bambina, nº 37)
· Barra da Tijuca: na 4ª Inspetoria (Avenida Ayrton Senna, nº 2001)
· Madureira: na 6a Inspetoria (Rua Armando Cruz, s/nº)
· Praça Seca: na 7ª Inspetoria (Praça Barão da Taquara, nº 9)
· Lagoa: 2ª Inspetoria (Rua Professor Abelardo Lobo s/nº – embaixo do
viaduto Saint Hilaire, na saída do Túnel Rebouças)
· Bangu: na 5ª Inspetoria (Rua Biarritz, s/n)
· Tijuca: na 8ª Inspetoria (Rua Conde de Bonfim, nº 267).
· Campo Grande: na 13ª Inspetoria (Rua Minas de Prata, nº 200)
Ver informações completas: G1 globo.com
http://colunas.g1.com.br/aovivo/category/rio-de-janeiro/chuva/

A Rossana do tudoporumenoventaenove também não dá notícias. Se tiver precisando de algo nos dê um toque.
Beijos ...
Eliana.

Ana :S
sempre leio teu blog , mas nunca comento -- rs
Olha, eu to aqui desesperada porque teve um deslisamento agorinha e cerca de 80 pessoas estão desaparecidas :s
Até comentei com o pessoal daqui de casa do teu blog e o que você falou ''/
Aqui no Rio tá um caos também, tá tudo parado :S
Força pra gente !
Ah, eu moro em um condomínio e vou pedir pro pessoal se mobilizar também !
Um beijão :)

Também pensei em você hoje cedo, quando vi o noticiário. É muito bom saber que você está bem. Estou muito longe para ajudar diretamente, mas posso ajudar a divulgar e conscientizar as pessoas.
Aqui só hoje começaram as chuvas, mas já foram medonhas. Espero que não piore.
Que Deus abençoe a todos vocês do Rio, muita força.
Parabéns pelo serviço de utilidade pública.

Ana, sou de Itaipu tb, e infelizmente minha familia foi atingida pela catastrofe. Meus sogros (que também moram em Itaipu) estão desabrigados, a rua deles encheu e virou um rio derrubando e levando tudo... Perderam tudo. Só o que sobrou foi a roupa deles. Uma tragédia mesmo, mas graças a Deus estamos todos vivos. Bjos!

Patrícia Maia   says 8 de abril de 2010 09:40

Ana,
Felizmente não aconteceu nada lá em casa, mas tenho muitos amigos também que estão ilhados e alguns ainda sem luz.
Não lembro de ter presenciado uma chuva com a intensidade e tempo que foi nunca na minha vida.
Vamos tentar fazer o máximo para ajudar nossos "vizinhos" pois não tem como não estar com o coração apertado com tudo que tem sido noticiado.
Parabéns pela iniciativa!
Beijos

Joyce Siqueira   says 8 de abril de 2010 09:44

Gente, eu moro em SG e, felizmente, a área em que moro não aconteceu nada grave!
Quem estiver próximo a Icaraí e/ou Santa Rosa, a faculdade onde estudo, Unilasalle também está aceitando doações.

Ana, que bom que está tudo bem com vc! Se cuide!

Beijos!

Ana,
sou sua vizinha em Itaipuaçu e realmente o caos se instalou. Na terça feira fiquei ilhada no Rio do Ouro e tive que atravessar um mar de lama com a água na altura do peito, um horror. Mas o pior foi presenciar a vivo e a cores, o desabamento de muitas casas naquela região, os gritos de pavor das pessoas e o barulho das casas caindo não saem da minha cabeça...
Fora isso estamos isolados, os caminhos alternativos (Garganta, Caramujo) ainda estão desabando.

Ana
será que alguém já criou yma vakinha na internet pra arrecadar dinheiro? Sou de SP e gostaria de colaborar!
Bjs

Ana para quem precisa de ajuda vai até a Igreja de Jesus Cristos dos Santos dos Ultimos Dias(da qual sou membro) mais próxima lá as Mulheres da igreja poderão ajudar com roupa e comida
Tenho certeza que os membros farão o possivel pra ajudar

Bjs

Meninas,

Aqui no meu trabalho (no centro do Rio, entre a Av Almirante Barroso com a Avenida Rio Branco) estamos organizando uma campanha pra arrecadar tudo, tudo que pudermos, roupas, comida, higiene pessoal e produtos de limpeza. Quem tiver dificuldade em ir até algum posto oficial e quiser deixar aqui, porque está mais próximo pode entrar em contato comigo pelo e-mail:

mayarahfs@hotmail.com

Fizemos campanha pra Sta Catarina e vamos retomar a nossa campanha pro nosso Estado tão querido.

Beijos

Mayara

Moro em Santa Catarina, mas sou carioca, e minha família está toda ai. Fiquei sabendo do acontecido ontem.
É realmente muito triste o que esta acontecendo. Também gostaria de ajudar, mas de longe fica um pouco complicado.
Um parabéns enorme pelo post!

Meninas, está acontecendo um verdadeiro absurdo em Niterói! E pior, está sendo noticiado que tudo não passa de um boato!
Minha dentista estava hoje, na Gavião Peixoto, quando deram início a um arrastão, de mais ou menos 50 pessoas, homens, mulheres e adolescentes, munidos de cabos de vassoura, pedaços de pau e armas, dando tiros pra cima. Foi uma guerra completa, segundo ela. O mesmo aconteceu na Moreira César, e no Centro de Niterói. Aqui no Barreto, onde moro, tudo foi fechado, e na televisão disseram que não passou de um boato, e nada demais foi noticiado.
Sei que o momento é de cautela e dor, mas acredito que as pessoas deveriam ser avisadas de forma correta, pois as autoridades não podem simplesmente abafar os casos assim!!!

Meninas, me desculpem pela falta de respostas, não tô com ânimo pra blogar hoje...

E preocupada com as notícias de arrastão no centro, porque tenho amigos e família em bairros próximos.

Juliana, eu soube das notícias e das autoridades abafando tb, um descaso.

Obrigada a todas pelas palavras e pelas informações!

Eliana, tenho o tel da Rossana, mas estou sem sinal e com telefones mudos. Mas, que eu saiba, ela não mora em área de risco.

Badá, brigada mesmo pelo carinho, fico emocionada. :)

Tati, força, querida! Precisando de alguma coisa, me fale. Se eu puder ajudar...

Priska, vc tem conseguido passar pela serra? Nem sei se já retiraram a pedra que rolou.

Rena, talvez eles disponibilizem uma conta pra arrecadar doações em dinheiro. Nem sei como não fizeram isso ainda, é a primeira coisa que político pensa, né.

beijos pra todas!

Ana, também tenho telefone da Rô, mas não consegui falar com ela, não. Com certeza está tudo bem, pois realmente ela não mora em área de risco, mas anda muito, rs. Também ela já liberou os comentários do último post. Com certeza, tudo bem.
Obrigada.
Beijão ...
Eliana.

Rafaela Guarnier   says 8 de abril de 2010 21:02

E quem é de outros estados,como faz para ajudar?

Ana,
a Serrinha continua fechada. Como eu tenho de trabalhar (não tem outro jeito, tive que passar por aquela estrada horrível de Itaipuaçu todinha, sair em Inõa e descer pelo Fonseca. Me parece que hoje já abriram a Estrada da Cachoeira.
Beijos

Ontem fui num morro aqui próximo de casa para saber se precisavam de ajuda. E foi incrível perceber que as pessoas não perderam a capacidade de se indignar e de se solidarizar. Segue uma lista dos locais que estão precisando de colaboração aqui no RJ:

Morro dos Macacos
Local de entrega de doações: Centro Comunitário Raiz e Vida
Endereço: Av.28 de setembro 406/sala 02 - Vila Isabel
Telefone para contato: Márcia Helena, 9633-4982 (fazer contato antes da
entrega)

Morro do Borel
Local de entrega de doações: CIEP da Rua São Miguel (Borel) ou Posto de Saúde
Telefones para contato: Renata, 9154-4938
Maiores Necessidades: Materiais descartáveis (copo, prato, fraldas...)

Andaraí
Local de entrega de doações: Associação de Moradores João Paulo II
Endereço: Rua Sá Viana, 269 – Grajaú.
Telefones para contato: Edson, 81859498
Maiores Necessidades: colchonetes, materiais de higiene pessoal, alimentos

Cerro-Corá e Guararapes
Local de entrega de doações: Padaria do Geneci
Endereço: Rua João Delerri, 68 - Cosme Velho
Telefones para contato: 9189-1904 e 9154-0975 (falar com Fátima)
Maiores Necessidades: alimentos (principalmente para bebês: papinhas e leite), roupas, água e calçados para crianças e bebês

Morro do Turano
Local de entrega de doações: Colégio Estadual Herbert de Souza
Endereço: Rua Barão de Itapagipe (próximo ao número 311 ) – Rio Comprido
Contato: Gisele - 78968200
Maiores necessidades: Fralda, absorvente, mamadeira e leite em pó.

Postar um comentário

2010 Trendy Twins - todos os direitos reservados Desenvolvido por Projecto Comunicação